Moradora de Itapecerica que estava desaparecida inventou sequestro, diz marido

Por Redação | 29/05/2019

Uma vendedora de 23 anos que estava desaparecida desde a última sexta-feira, dia 26, voltou para casa no domingo, dia 28, segundo o marido. Ele alega que moça inventou que tinha sido sequestrada por um motorista de aplicativo de transporte por querer passar um tempo sozinha.

A mulher entrou em contato com um amigo do marido para informá-lo que estava em um terminal de ônibus em Embu Guaçu. A notícia do paradeiro teve ampla repercussão após ser divulgado pelo portal de notícias R7. Essa não é a primeira vez que a venderora sai de casa sem avisar, de acordo com a Record TV.

Entenda o caso

A moradora de Itapecerica da Serra tinha sumido na última sexta-feira, dia 24, após dizer ao esposo que estava entrando em carro de um aplicativo de transporte. Ela ainda informou que serviço para voltar da casa da irmã.

Segundo o marido, o cozinheiro de 38 anos, a mulher mandou mensagem dizendo que o motorista tinha passado do destino e estava fazendo outro caminho. Ela, ainda conforme afirma, também disse que o homem falou que estava armado e que a mataria caso a polícia fosse chamada.

A última mensagem da mulher ao marido era dizendo que estava com medo. Depois disso, o homem tentou ligar várias vezes, mas não havia sinal no aparelho. Na madrugada de domingo, 26, ele tentou novamente e foi atendido por um desconhecido. Conforme alegou, uma mulher gritava ao fundo pedindo socorro.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Itapecerica da Serra no último sábado, dia 25.

Com informações do R7

Comentários