Segurança é demitido após brigar com acompanhante de paciente na UPA Akira Tada

Por Redação | 14/04/2019

Atualização de caso seunda-feira, dia 15, ás 10h30

Um segurança foi demitido após brigar com acompanhante de uma paciente na Unidade de Pronto Atendimento Akira Tada, em Taboão, na noite do último sábado, dia 13. A atitude do funcionário foi repudiada pela Secretaria da Saúde, que informou “que outras medidas jurídicas [além do desligamento] estão sendo estudadas”.

Segundo informações, o homem estava com a mulher e o filho no pronto socorro quando uma discussão entre ele e o segurança começa. “Você está desrespeitando o pessoal aqui, é dessa forma que você quer arrumar, irmão?”, pergunta o funcionário ao rapaz.

Depois de se desentenderam, o rapaz coloca o filho de lado e empurra o segurança, que revida com um soco. A agressão física entre ambos se inicia. Pacientes e outros trabalhadores que estavam no local intervêm e tentam separar.

O motivo que teria ocasionado toda a briga era a reclamação do homem em relação à demora no atendimento. De acordo com informações, a mulher chegou às 16h15 no hospital, foi triada às 16h24 e passou no médico por volta de 17h30, sendo medicada por volta de 18h10.

Outras informações apontam que no prontuário da paciente havia anotações da enfermagem dizendo que o homem já havia sido desrespeitoso com outros colaboradores.

“Assim que tomamos conhecimento dos fatos lamentados que acorreram ontem na UPA de Taboão da Serra, tomamos diversas providências. A principal delas foi exigir o desligamento do segurança, o que já foi realizado. Outras medidas jurídicas estão sendo estudadas”, informou a doutora Raquel Zaicaner, secretária de Saúde do município.

ASPDM, empresa que administa a unidade de saúde, também se pronunciou. Veja abaixo a nota na íntegra:

A direção da UPA Taboão da Serra lamenta profundamente o ocorrido e condena veementemente qualquer tipo de violência, esclarecendo que o agressor, funcionário de uma empresa terceirizada de segurança, já foi afastado da unidade, que já está tomando todas as medidas judiciais cabíveis. Inclusive, já foi aberto um Boletim de Ocorrência sobre o caso. Informamos também que o mesmo passou por treinamentos específicos, inclusive sobre cuidados no atendimento ao paciente.

Ratificamos que tratou-se de um incidente isolado, jamais registrado na unidade, devido às orientações que são repassadas aos seus profissionais, sempre treinados a tratar pacientes e acompanhantes com cordialidade e respeito.

A direção da unidade coloca-se à disposição da paciente (que recebeu o atendimento necessário ao seu caso) e seus familiares, para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários.

Comentários