Pais, alunos e professores protestam contra diretor por criar sala para usar narguilé no Embu

Por Mariana Lemos | 18/03/2019

Pais de alunos e professores da Escola Estadual Irmã Iria Kunz, localizada no jardim Presidente Kenedy, em Embu das Artes, realizaram um protesto na porta da escola nesta segunda-feira, 18, contra o diretor André Luís dos Santos, a quem o grupo faz várias acusações, inclusive a criação de uma sala para uso de narguilé na escola.

A reportagem do Jornal na Net ligou para a escola e pediu para falar com o diretor, mas ele não atendeu e nem retornou a ligação, conforme havia sido solicitado. O espaço permanece aberto para que ele se pronuncie. A funcionária que atendeu a reportagem pediu para não ser identificada, por medo de represália.

"A manifestação é contra o diretor da escola que abriu um fumodramo para quem quiser usar. A escola tem alunos do fundamental I e II uma coisa dessas é inaceitável", disparou inconformada uma mãe.

Outras mães e pais reforçaram o coro de criticas contra o diretor. Funcionários da escola também marcaram o ato. Eles encaminharam por meio de grupos do whatsApp denuncia formulada pelo sindicato que acusa o diretor de ser "autoritário, centralizador e desrespeitoso, além de praticar assédio moral".

" É importante salientar a todos que, por diversas vezes, professores, funcionários e representação estudantil tentaram o diálogo, o que foi inútil. Como não há diálogo entre diretor e os colegiados da unidade escolar, encaminhamos várias denúncias para as entidades de classes e aos órgãos competentes. A comissão de professores e funcionários acompanham os desdobramentos das inúmeras denúncias contra o Sr diretor André Luís Santos Tavares", traz parte do documento produzido contra o diretor.

A entrada da escola permaneceu ocupada pelos manifestantes até a noite. A todo momento se diziam inconformados com a atuação do diretor.

 

 

Comentários