Chuva e deslizamentos de terra na região

Por | 15/01/2011

A forte chuva de verão que atingiu as cidades de Itapecerica, Embu e Taboão da Serra nesta sexta-feira, dia 14, causou novamente inundações e pontos de alagamentos em bairros de Taboão e também na Rodovia Régis Bittencourt. Em Embu e Itapecerica, os pontos praticamente intransitáveis foram na BR-116.

Cerca de 12 pontos de alagamentos foram registrados em Taboão, os bairros mais atingidos foram o Jardim Três Marias, Jardim Iolanda, Jardim Maria Rosa e Rodovia Régis Bittencourt que registrou cinco pontos de alagamento. Em Embu, a rodovia ficou travada na altura do Posto 22 e na Cinpal. Na cidade de Taboão, o alagamento foi próximo da Casa da Pamonha, Seccional e na frente do Shopping Taboão. Esta foi à terceira enchente registrada em uma semana na cidade de Taboão da Serra.

Em Itapecerica após as enchentes registradas desde o início do mês, uma tragédia anunciada pelos moradores aconteceu na rua Pedra Mole, no Jardim Paraíso na última quinta-feira, dia 13. Um deslizamento de terra interditou a via, nenhuma casa foi atingida.

As casas em cima do morro preocupam os moradores. “Ali é uma tragédia anunciada, ninguém age para tentar resolver esse problema. Será que eles (da prefeitura) vão esperar alguém morrer”, comentou um morador.

Um deslizamento de terra também aconteceu em Embu das Artes na manhã de quarta-feira. A tragédia foi na Viela Montes Claros (atrás da prefeitura). Quatro casas, duas na parte superior e duas na inferior do barranco foram atingidas pela terra por volta das 10h da manhã. Nenhum morador ficou ferido.

Na última segunda-feira, um idoso de 76 anos, morador do Bairro Santo Eduardo, em Embu morreu soterrado pelos escombros de sua própria casa. A tragédia aconteceu após a chuva forte que atingiu a região. As residências das 80 famílias que viviam no local foram interditadas pela Defesa Civil da cidade. As famílias foram removidas para o Ginásio de Esportes Municipal do Dom José. Cerca de 40 famílias continuam no local, já as outras estão alojadas em casas de parentes.

Comentários