Homem que matou estudante para roubar celular é condenado a pena mínima de 20 anos

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 30/01/2019

O acusado de matar o estudante Leonardo da Costa Matos, de 19 anos, para roubar seu celular enquanto o jovem ia à escola foi condenado a pena de 20 anos de prisão por latrocínio - roubo seguido de morte. A setença foi dada durante julgamento na tarde de terça-feira, dia 29, no fórum do Embu.

O crime brutal, que aconteceu há 5 meses, chocou os moradores da região na época, que chegaram a realizar uma passeata em memória de Leonardo dias depois de sua morte. Apesar da brutalidade e frieza com que o jovem foi assasinado, o responsável por sua morte irá pagar apenas a senteça mínima para o tipo de crime cometido.

"Nada que eu pudesse fazer iria amenizar a tudo que passamos e ainda vamos passar. Hoje sou só tristeza e saudade e nada diferente do que aconteceu a essa pessoa hoje me faria sentir diferente. Léo, a justiça, mesmo que injusta, está sendo feita. Que esse rapaz cumpra pena MÍNIMA que lhe foi imposta", afirmou a mãe do jovem em uma rede social.

Relembre o caso

O jovem foi morto na noite do dia 28 de agosto, na rua Ouro Preto, enquanto ia para a escola. Imagens das câmeras de segurança de casas próximas ao local da morte mostram Leonardo entrando em uma viela, sendo acompanhado em seguida por um homem.

O corpo do jovem foi encontrado no local momentos depois com um tiro cabeça e sem seu aparelho celular. À época, no momento em que foi detido pela Guarda Civil Municipal da cidade, o acusado chegou a confessar o crime na delegacia.

 

Comentários