Taboão investe cerca de 119 milhões em saúde no segundo quadrimestre do ano

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 3/12/2018

A Prefeitura de Taboão da Serra investiu, de maio a agosto de 2018, cerca de 119 milhões na saúde pública municipal, segundo dados apresentados pela Secretaria da Saúde  durante audiência pública realizada na Câmara Municipal no dia 22 de novembro. Parte deste valor vem da arrecadação de receitas da cidade, representando o dobro do que é exigido pela legislação, que estabelece que 15% do que é arrecadado nas receitas do município seja destinado à saúde.

Taboão arrecadou entre imposto próprios e as transfêrencias feitas pelo estado e pela união cerca de 310 milhões no segundo quadrimestre do ano. Deste valor, a cidade teria que transferir obrigatoriamente aproximadamente 46 milhões para a saude, no entanto, o investimento chegou a quase 99 milhões, o que representa quase 32% da arrecadação municipal.

No mesmo período, foram contabilizados junto aos gastos com a saúde pública os recursos federais e estaduais fundo a fundo enviados à cidade. O da união chegou a cerca de 21 milhões, enquanto o do Estado alcançou quase 1 milhão. Juntos, as receitas e os investimentos fundo a fundo contabilizaram quase 120 milhões destinados à saúde.

"Ao meu ver, a conta da saúde está redondinha e com quase 120 milhões dá para fazer uma saúde boa, não digo excelente porque nada no mundo é excelente, mas a nossa saúde é boa [...] temos recursos e ele é muito bem organizado", afirma o assesor técnido de gabinete da pasta Luiz Antônio da Silva.

Outro ponto apresentado pela atual secretária da Saúde, a Dra. Raquel Zaicaner, foram os números relacionados à produtividade. Em linhas gerais, o número de atendimentos médicos básicos no quadrismestre foi em torno de 64 mil, uma média de 15 a 16 mil por mês. Os de especializadades ficou em torno de 41 mil, ou seja, cerca de 8 a 12 mil por mês. Já os de urgência chegaram a quase 230 mil, o que significa que por mês uma média de 40 a 60 mil pessoas foram atendidas.

"O atendimento que usamos no pronto socorro, além de ser unitariamente mais caro do que na atenção básica, implica em medicações e em meteriais com valores mais altos. Ele resulta quase que na sua totalidade exclusicamente na mão de obra médica, que é a mão de obra mais cara da saúde", explica Raquel em relação aos atendimentos de urgência, que tem 60% da demanda do valor da saúde.

A secretaria ainda destacou que muitos moradores de outros municípios da região procuram o atendimento médico de Taboão, a exemplo o do Pronto Socorro infantil, que chegou a atender cerca de 38 mil crianças nos quatro meses e 534 internações em pediatria no mesmo período. "O curioso é que quando [...] levantam a origem dos pacientes, aproximadamente 30% deles são de outras cidades, mas na internação, quase 50% é de fora de Taboão", afirma a dra. Raquel.

O serviço de cobertura vacinal também foi citado pela secretária. "Temos muito orgulho de ser uma cidade que cumpre com todo o calendário vacinal", defendeu Raquel enquanto explicou que a imunização de Taboão tinha uma abrangêcia de 95%, embora exista no país a dificuldade de manter a cobertura vacinal adequada.

Ela também que só foi possível chegar nesse resultado graças ao trabalho relizado em conjunto com a pasta da Educação. "Queria agradecer aqui ao professor João Medeiros, pois a Secretaria de Educação entrou conosco nessa luta para manter as carteiras de vacinação dos alunos da rede municipal atualizada", completou.

Ao final da demonstração dos resultados, Raquel reconheceu o desempenho de toda a equipe e disse estar disposta nos anos seguintes a continuar trabalhando pela saúde do munícipio, que, segundo ela, pode melhorar ainda mais.

"Tenho muito orgulho da saúde que estamos construindo. Temos muito mais a caminhar e eu conto com todos vocês para isso. Acho que agora que reconstruimos a saúde, a gente tem um tempo ai de dois anos para frente, quem sabe até mais, para qualificar cada vez mais o nosso serviço", finalizou a secretária.

O evento, aberto à população, contou com a participação do prefeito Fernando Fernandes e de sua esposa, a deputada estadual Analice Fernandes, bem como todos os secretários da atual gestão do município.

Comentários