Motoristas reclamam de buracos na pista de acostamento da Régis Bittencourt em Taboão da Serra

Por Sandra Pereira | 2/01/2018

Os buracos na pista de acostamento da rodovia Régis Bittencourt, em Taboão da Serra, estão tirando o sossego dos motoristas que trafegam pela rodovia. Quem pega a rodovia saindo do jardim Salete enfrenta buracos que se iniciam antes do posto 19, onde fica a padaria Belas Artes até o prédio antigo da Delegacia Seccional. Perto da praça Nicola Vivilechio o problema se repete e também desagrada os motoristas. Veja mais foto clicando aqui.

Além dos buracos na pista de acostamento da BR, na região do jardim Salete, toda vez que chove o pequeno córrego que fica nas margens da rodovia transborda e impede que o motorista diferencie a pista do córrego, já que a água dá a falsa impressão de que toda a área é de pista.

“Quando chove e a pista alaga e os motoristas precisam de muita atenção para evitar acidente. Aqui tem acidente toda vez que chove. É muito perigoso e a sinalização é falha”, afirma Roberto Santana, morador do Salete.

Ele lembra que o acesso do jardim Salete é um dos mais movimentados em toda a Régis Bittencourt. É por ele que trafegam os moradores do Salete, Indiana, São Judas, Saint Moritz, Margaridas e toda a região.

Além dos buracos, o desnível do asfalto em vários pontos da rodovia também recebe críticas dos condutores. Alguns pontos são considerados críticos como as imediações da avenida Laurita Ortega Mari, a saída para o shopping Taboão, a empresa Cinpal e pouco depois dos condomínios da Cooperativa Habitacional Vida Nova nas margens da BR 116.

Os motoristas que desconhecem a existência dos buracos na rodovia são obrigados a frear bruscamente o veículo. Há também os que tentam desviar. Mas, em ambas as situações o risco de acidente é grande, uma vez que os motoristas costumam trafegar na rodovia em velocidade.

 

 

Comentários