Ação conjunta das GCMS de Taboão e Embu localiza cemitério clandestino entre as cidades

Por Sandra Pereira | 26/10/2015

Uma operação conjunta das Guardas Civis de Taboão da Serra e Embu das Artes resultou na localização de um cemitério clandestino na região do jardim São Judas, no limite entre as duas cidades nesta segunda-feira, 26. Os corpos foram achados já em avançado estado de decomposição, na rua Ilha de Marajó, que fica em Embu. O local seria um cemitério utilizado por criminosos para sepultar suas vítimas.

Os corpos começaram a ser retirados por agente das guardas das duas cidades. A perícia da Polícia Civil foi acionada para localizar e tentar identificar a quantidade e identidade das vítimas. O corpo de Bombeiros também foi acionado.

O suposto cemitério do crime foi identificado por meio de denúncia anônima feita à GCM de Taboão dando conta de que ao menos 5 corpos estariam sepultados no local. Até as 17 horas três corpos haviam sido localizados no cemitério clandestino.

Os agentes da GCM se surpreenderam com as covas fundas e o cuidado tomado pelos criminosos para preservar o sigilo do local.

Uma das vítimas que estaria enterrada no cemitério clandestino seria um acusado conhecido como Zezinho. A ocorrência acabou ficando sob a responsabilidade da GCM de Embu uma vez que a rua Ilha de Marajó está localizada na cidade, mas o êxito da operação se deu em razão do trabalho de inteligência da GCM de Taboão da Serra.

Comentários