Na volta do recesso, vereadores de Embu aprovam uma extensa lista de projetos

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 6/08/2015

As sessões ordinárias no Legislativo de Embu das Artes retomou os trabalhos, na noite desta quarta-feira, dia 05, e os vereadores aprovaram diversos projetos de melhorias para a população. A sessão teve inicio por volta das 18h30 e se estendeu até quase 22h. Dentre os projetos foram concedidos títulos de cidadão embuense para algumas pessoas, aprovadas moções de pesar, repúdio e apoio, além de denominação de logradouro público. Os vereadores ainda elogiaram o Concerto das Artes, falaram do encontro suprapartidário e saudaram à todos desejando bom retorno aos trabalhos.  

Os vereadores aprovaram os projetos de lei 09/2015, 10/2015, 11/2015, 12/2015, 31/2015, 32/2015, 33/2015, 34/2015, de autoria do Executivo, que trata de melhorias para a população como alteração dos artigos de cargos de comissão, dentre outros. Também foi aprovado o projeto de lei 24/2015, de autoria do vereador Pedro Valdir, que trata da denominação de logradouro público, sendo uma praça no Jardim Santa Barbara. 

Diversos projetos de decreto legislativo foram aprovados concedendo o titulo de cidadão embuense para algumas pessoas, sendo 07/2015, que concede o titulo ao Pastor José, da Igreja Menonita Renovada; 08/2015, que concede o titulo ao deputado Pastor Marco Feliciano, a aprovação desse projeto causou uma agitação, isso porque o vereador Julio Campanha, foi contra por defender que o pastor não tem articulação política na cidade, para receber tal titulo. 

Também aprovaram o decreto 09/2015, de titulo de cidadão embuense para a deputada Analice Fernandes, que teve votos contra da Dra. Bete e Gilvan da Saúde, com justificativa pela desfiliação dos dois juntamente do vice-prefeito Natinha, no PSDB. O PDL 10/2015, que concede a Maria do Socorro Sales, que atua há 26 anos como assistente social. 11/2015 e 12/2015, a profeta Sandra Pires e ao apostolo Alberto Pires, da igreja evangélica.  

Moção de pesar 

Foram aprovadas as moções de pesar nº 37/2015, de autoria do Vereador Doda Pinheiro pelo falecimento do ex. médico psiquiatra, ex. psicodramatista, ex. colunista, ex. palestrante, Içami Tiba. Também nº 39/2015, de autoria do Vereador Clidão do Táxi pelo passamento da senhora Maria Peniche Moreira e  nº 40/2015, de autoria do Vereador Jabá do Depósito pelo passamento do senhor Elias Martins.   

Moção de repúdio e apoio

Os vereadores ainda aprovaram a moção de apoio nº 36/2015, de autoria do vereador Doda Pinheiro em defesa da não privatização da TV Cultura. E a moção de repudio nº 38/2015 de autoria os vereadores Doda Pinheiro, João Leite, Edvânio Mendes e Gilson Oliveira, que dispõe sobre o Repúdio contra a ação criminosa realizada no Instituto Lula. 

Tribuna Popular  

O munícipe Sergio de Oliveira Cabrito, do Jardim Silvana usou do tempo na tribuna popular para prestar homenagem ao mestre Joca e associação dos capoeiristas de Embu das artes “Projeto Capoeira nas Escolas”. Além disso, cobrou o cumprimento da lei 2681/13 do dia do capoeirista e também a Semana Municipal da Capoeira, que de acordo com o munícipe não foi repassada a verba da semana da capoeira para a associação para realização da mesma. Outras reivindicações foram o cumprimento da lei 665 /1995, que trata do Festival Folclórico Brasileiro e a lei da bolsa atleta. Ao final da sessão, teve jogo de capoeira com os capoeiristas do município. 


Comentários