Cesare Battisti preso pela PF em Embu das Artes foi solto após habeas corpus

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 13/03/2015

O italiano Cesare Battisti foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira, dia 12, em Embu das Artes. Segundo informações Battisti estava em casa com sua esposa e filhos, o terrorista estava no Brasil desde 2004, quando deixou seu país para evitar que pudesse ser cumprida a condenação de prisão perpétua pela Justiça da Itália por homicídio, no entanto, em 2007 foi preso porém evitou a extradição quando o ex-presidente Lula contrariou o STF, e não permitiu a extradição do condenado. No ínicio da noite desta quinta-feira ele foi solta graças a um habeas corpus. 

O italiano Cesare Battisti, que integrou um grupo terrorista e foi condenado na Itália por quatro assassinatos, praticados em 1970. A prisão aconteceu apenas agora em 2015, após decisão da juíza Adverci Mendes referente a uma ação do Ministério Público Federal favorável à deportação de Battisti.

 O acusado foi levado para a Superintendência da Polícia Federal na capital paulista. O advogado entrou com um recurso pela libertação, além de alegar que a decisão da juíza foi arbitrária, uma vez que não foi divulgado em foi publicada no Diário Oficial, e dessa forma ele não teria prazo para entrar com recurso.   

Após a autorização presidencial, feita pelo ex-presidente Lula, o Conselho Nacional de Imigraçã emitiu visto de Battisti. O Ministério Público Federal questiona agora a emissão deste visto, e não a recusa na extradição por parte do Supremo e do ex-presidente. A lei brasileira proíbe que sejam emitidos vistos para cidadãos com condenação definitiva em seus países de origem. 

Segundo informações, o ex-ativista italiano Cesare Battisti, preso pela Polícia Federal (PF) na tarde desta quinta-feira, 12, em Embu das Artes, foi solto no inicio da noite após ser concedido um habeas corpus. 


Comentários