Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Moradores relatam mais casos de assaltos em Taboão

Por | 20/03/2012

foto_1

Divulgação - FacebookMatéria teve grande repercussão e trouxe à tona mais denúncias

A denúncia de que um motoqueiro estaria atacando e roubando mulheres moradoras dos bairros Parque Monte Alegre, Jardins América e Maria Rosa feitas inicialmente na rede social Facebook, que virou matéria no Jornal na Net alcançou ampla repercussão. Após a reportagem surgiram mais denúncias de violência, contra as mulheres, que segundo os relatos são o alvo principal dos bandidos. Uma vítima, disse num comentário postado no Jornal na Net que os crimes também estão sendo praticados com frequência em outros bairros.

“Existe um grupo de motoqueiros que já foi identificado por alguns moradores da região dos bairros dos Jardins Roberto, Saporito, Clementino e Trianon. Eles ficam usando drogas na rua Santo Antonio, Jd. Santo Onofre pra ser mais exato no escadão. Eles usam uma moto XT600 preta e vermelha e uma CG branca, fazem o revezamento. Cada dia uma dupla sai com uma das motos pra não ficarem manjados, mais já sabemos quem são, só a policia é que não”, disparou uma moradora.

A matéria também levantou a dificuldade que os moradores enfrentam para registrar o Boletim de Ocorrência. A reclamação mais recorrente diz respeito à demora no atendimento. “Temos dificuldades até para fazer um B.O em Taboão da Serra”, afirma Silvana de Campos Siqueira. O outro motivo, é medo, segundo relatou Márcia Aparecida Morata Cavalcante: “Conheço uma pessoa que não denunciou por medo!”, admitiu.

Os moradores pedem mais segurança, policiamento nos bairros. Eles afirmam que faltam policiais, o que facilita para os crimes acontecerem. “Falta polícia na rua. Pontos estratégicos e apoio de testemunhas. Sempre algum detalhe para os bandidos chama a atenção”, afirma Renato Antônio.

Marlene Favaron relata que não é só nestes bairros que acontecem assaltos, principalmente por motoqueiros, “aqui no meu bairro: Jardim São Judas está acontecendo diariamente e descaradamente. Eles não respeitam ninguém”. Edgar Fagner Souza frisa, “Mas que isso! Tem que dar um basta o povo não aguenta tanta insegurança!”.

Por fim, a necessidade de se registrar o Boletim de Ocorrência também foi levantada pelos leitores e faz parte da matéria: “Mulheres viram alvo de motoqueiro em Taboão”. Taboão mais Seguro pede: Taboão Mais Seguro: “Pessoal, por favor! Se a comunidade não ajudar como os policiais poderão nos ajudar. Faça sempre boletim de ocorrência, denuncie. Se houver qualquer movimento estranho, pessoas estranhas circulando nas ruas, liguem para policia e para ser mais objetivo ligue 190 de um telefone fixo, pois ainda nosso estado não garante ligações de celular. Não deixe que nossa cidade/bairros sofram mais”.

O investigador Peniche orientou que as vítimas registrem a ocorrência, uma vez, que sem os boletins, não é possível fazer o levantamento dos locais de maior incidência de crimes na cidade e, com isso, o policiamento não será destinado para os bairros, e, além disso, a polícia não terá informações sobre os roubos, dificultando que o criminoso seja identificado.

Peniche ressaltou ainda que as vítimas passem o máximo de informações, características sobre os criminosos, para a polícia investigar os crimes.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.