Candidatos do PSDB visitam Taboão da Serra na reta final da campanha eleitoral

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 26/09/2014

Na reta final da corrida eleitoral Taboão da Serra recebeu nesta sexta-feira, 26, a visita do candidato a presidente Aécio Neves, o governador e candidato a reeleição Geraldo Alckmin e o candidato a senador José Serra. Eles fariam caminhada no Kizaemon Takeuti mas a chuva que caiu no começo da tarde atrapalhou a programação. A comitiva foi recebida pelo prefeito Fernando Fernandes, a deputada estadual e candidata a reeleição, Analice Fernandes, além dos vereadores e secretários municipais da cidade - veja fotos

O candidato José Serra foi o primeiro a chegar e conhecer o lado externo do Poupatempo de Taboão, que está em fase final na Praça Luiz Gonzaga. O candidato a senador conversou com o prefeito Fernandes e posou para fotos com crianças da região.

Com chuva e tumulto, os candidatos Aécio Neves e Geraldo Alckmin chegaram também ao local. De forma breve, Aécio falou com a imprensa e garantiu que que lançará seu programa de governo na próxima segunda-feira, dia 29, poucos dias antes da eleições no primeiro turno.

"A construção do nosso programa de governo, que será divulgado na segunda-feira, deixará claro qual o caminho que nós percorremos para, a partir do resgate das agências reguladoras, do respeito aos contratos, permitirmos um aumento da taxa de investimentos no Brasil, fundamental à geração de empregos", disse - declaração foi registrada pelo Portal Exame.com

A caminhada pelo comércio do Pirajuçara foi rápida e logo os candidatos deixaram o local.

Confusão

No meio do corpo a corpo dos candidatos no comércio do Pirajuçara, local mais populoso do Taboão da Serra o repórter fotográfico da agência Associeted Press (AP), André Penner foi agredido e teve o equipamento de trabalho furtado. O incidente gerou muita confusão e logo em seguida os candidatos deixaram o local.

Segundo especulações e declarações dada pelo repórter, a agressão partiu de seguranças do PSDB mas nada foi confirmado. Alguns veículos de comunicação gravaram o momento da confusão e dessa forma possa ser esclarecido de quem partiu as agressões contra o profissional.

De acordo com nota publicada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, o caso envolvendo o repórter é totalmente repudiada pelo sindicato. Veja trecho da nota:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) repudia a agressão ao repórter fotográfico, se coloca à disposição do profissional de imprensa e espera que as autoridades tomem as providências necessárias, como a localização do equipamento de trabalho do repórter, assim como a identificação dos agressores. É inconcebível que diante dos olhos do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, responsável maior pela segurança no Estado, ocorram episódios lamentáveis como este do Taboão da Serra.  

Comentários