Vereadores de Taboão da Serra aprovam a criação do Centro Municipal de Referência do Autismo

Por Natália Bassi | 2/06/2021

 Projeto de Lei (PL) do vereador Dr. Ronaldo Onishi (DC) e de co-autoria do vereador Anderson Nóbrega (MDB) que autoriza a criação do Centro Municipal de Referência do Autismo e da Pessoa com Deficiência no município de Taboão da Serra foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal. O equipamento, que será o primeiro da região, terá vínculo com a Secretaria Municipal de Saúde. 

“Esse Centro é muito importante. Além dele visar uma melhor interação, um melhor atendimento das pessoas autistas e das pessoas com deficiência, ele tem como fito principal a preocupação com o diagnóstico precoce. Quando houver alguma suspeita, nós teremos aqui na nossa cidade, o Centro de Referência, que será um órgão especializado que terá profissionais capacitados e especializados para esse atendimento”, disse o vereador Ronaldo Onishi

Unidos podemos buscar um apoio maior para as necessidades dos autistas e o projeto vem facilitar que o Executivo possa criar esse centro. É uma luta antiga. Vamos ter outros trabalhos conjuntos”, disse o vereador Anderson Nóbrega. 

O equipamento será responsável por atender e orientar o paciente e suas famílias. O principal intuito é que a  pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA) tenha atendimento multidisciplinar no local. Em caso de necessidade, o órgão também ficará responsável pelo encaminhamento das demandas para as Secretarias de Saúde, Educação, Cultura e Assistência Social. 

O vereador Onishi lembrou que em Taboão da Serra, no momento, não existe  nenhum equipamento que atenda na totalidade às necessidades das pessoas deficientes e diagnosticadas com TEA. O Centro virá justamente com essa função.

“Hoje nós temos pelo serviço público apenas o Capsi, que é o Centro de Apoio Psicossocial Infantil da Saúde Mental. Só que o Capsi não tem como finalidade a questão das terapias com os autistas e nem tampouco com as pessoas com deficiência. Na cidade ele é a porta de entrada para ser feita uma triagem, para verificar a real necessidade daquela criança. Ele (capsi) e fará um laudo, um estudo e depois, dependendo do caso, ele irá encaminhar para continuar as terapias nas UBS´s. Há uma lacuna entre o Capsi e a UBS. O Centro de Referência é exatamente o que vai atuar nisso”, falou 

O Centro Municipal terá uma rede de atendimento própria. A partir disso, será possível implantar terapias convencionais e inovadoras, com a finalidade de contribuir com o desenvolvimento integral dos atendidos. 

Outra questão importante defendida pelos vereadores é que os funcionários que atuarão na linha de frente precisarão passar por capacitação e formação através de articulação das secretarias municipais. 

“Tenho certeza que esse projeto será um marco não só na questão dos autistas, mas também das pessoas com deficiência. Nós estamos criando um serviço único. Um serviço que nenhuma cidade da nossa região tem”, disse o vereador Ronaldo Onishi

O projeto precisa ser regulamentado no prazo máximo de 30 dias pelo Poder Municipal para entrar em vigor.

 

Comentários