Embu-Guaçu tem a segunda maior taxa de contágio do coronavírus no Estado de São Paulo

Por Natália Bassi | 31/05/2021

Embu-Guaçu é considerada a segunda cidade com a maior taxa de contágio do coronavírus em todo o Estado de São Paulo. Segundo a plataforma Info Tracker, que é administrada por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (UNESP), a taxa de infecção no município é de 1,62. Isso significa que a cada 100 pessoas infectadas, o vírus pode ser transmitido para outras 162.

O estudo feito a partir dos dados da plataforma constatou que a taxa de infecção do município é maior do que a média estadual. No Estado de São Paulo, o número fica perto de 1,17. Desta forma, 100 pessoas com o vírus, podem passá-lo para até 117 habitantes.

Esse cenário, conforme dito pelos pesquisadores envolvidos no projeto, demonstra uma alta nas infecções. A maior preocupação é que a terceira onda esteja próxima e, com ela, dias ainda mais difíceis.

As análises ainda constataram, através de sequenciamento, que cerca de 90% das amostras coletadas no estado são da variante P1. Com maior potencial infeccioso, a circulação dessa mutação não era tão comum em meados de fevereiro.

Acredita-se, diante da situação, que todo o território paulista viverá um cenário parecido com o mês de março. Com os hospitais públicos e privados lotando novamente, os profissionais se preparam para alta nas mortes. Levando em consideração as flexibilizações e o desrespeito aos protocolos de segurança, novos picos são esperados. A previsão é de que em torno de 20 dias, as consequências comecem a ser sentidas.

Comentários