Com horário reduzido, comércios reabrem na próxima segunda-feira, 15, em Taboão da Serra

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 12/06/2020

O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) confirmou durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, dia 12, que alguns comércios em Taboão da Serra vão reabrir a partir de segunda-feira, dia 15, seguindo alguns protocolos de segurança e com horário de atendimento reduzido em 6 horas. Taboão, assim como todas as cidades da região sudoeste da Grande São Paulo, saíram da zona vermelha e entraram na laranja, em que é possível iniciar a flexibilização da quarentena.

Nesta fase, segundo as determinações do Plano São Paulo, do Governo do Estado, só poderão abrir shopping centers e estabelecimentos similares, como galerias, comércios e serviços. Já bares, restaurantes e academias deverão permanecer fechadas até que a cidade avance para a próxima zona.

Apesar de seguir as recomendações do Estado, Fernando se mostrou inseguro com a retomada gradual das atividades. “Estamos em dúvida na questão da flexibilização. Estamos acompanhando o que o governo está determinando, porque foi nossa conduta desde o começo, mas todo mundo está inseguro”, disse ele. “Se a flexibilização é precoce ou não é precoce, e eu tenho dúvida sobre isso, só o tempo vai nos mostrar daqui a 15 dias”, afirmou.

Os comércios funcionarão 6 horas por dia, não quatro, para evitar aglomerações. “No meu entendimento, se você diminuir o atendimento para quatro horas, você aumenta a aglomeração porque o número de horas é menor para a mesma quantidade de gente a ser atendida”, explicou o prefeito.  Além disso, ele também pediu aos empresários que garantissem que a reabertura não acontecesse em um horário de pico no transporte público para os funcionários.

Fernandes também adiantou que está conversando com os empresários do setor de beleza e estética para discutir se há condições de fazer uma reabertura segura porque na cidade há muitos salões de beleza. A possibilidade, porém, terá que ser conversada com o Governo do Estado, já que os estabelecimentos ainda não estão autorizados a retomar as atividades.

“Tem duas pontas para você trabalhar durante uma epidemia. Uma é a capacidade de atendimento e a outra é evitar a disseminação da doença [...] por isso, Taboão da Serra tem insistentemente falado sobre a importância do isolamento social e do uso da máscara e nós já distribuímos mais de 100 mil. Agora, tem uma campanha muito interessante, não é porque o comércio abriu que você precisa sair”, ressaltou a dr. Raquel Zaicaner, secretária de Saúde do município.

Comentários