Médico socorrista de Taboão, dr. Marcos Gusmão morre aos 56 anos de coronavírus

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 13/05/2020

O novo coronavírus vitimou mais um profissional da saúde. O médico socorrista Carlos Marcos Buarque de Gusmão, que trabalhava no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Taboão da serra, morreu aos 56 anos de Covid-19 nesta quarta-feira, dia 13.

Gusmão, que completaria 57 anos na próxima quarta-feira, dia 20, estava internado no Hospital das Clínicas (HC) desde quando contraiu o vírus, no entanto, não resistiu. A morte do profissional, que é conhecido na cidade, comoveu moradores e autoridades.

O prefeito Fernando Fernandes, que também é médico, publicou nota em sua página oficial lamentando a morte do dr. Gusmão.

“Meus sentimentos à família e amigos do médico Carlos Marcos Buarque de Gusmão. Marcos era médico socorrista e trabalhava em nosso SAMU. Salvou e socorreu centenas e milhares de pessoas. Dr. Marcos estava internado no Hospital das Clínicas tentando vencer o COVID-19, não conseguiu”, disse o prefeito.

Comentários