Passageiros cobram reconstrução de abrigo de ponto de ônibus às margens da BR-116, no Jd. Salete

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 29/01/2020

Passageiros que utilizam as linhas intermunicipais da EMTU  que passam pela BR-116 na altura do Jardim Salete estão indignados com a demora e a falta de resposta sobre a reconstrução do abrigo de um ponto de ônibus às margens da rodovia, localizado em frente à empresa Di Mármore. 

O ponto foi arrancado após um acidente em novembro do ano passado, quando um veículo Corolla se chocou contra a cobertura da parada e a arrancou. Desde então, os usuários das linhas pedem um novo abrigo. 

“Será que o ponto de ônibus localizado próximo à empresa DI MÁRMORE - Indústria e Comércio, ao lado da BR-116, necessita de uma manutenção?”, questionou indignado um usuário ao postar em suas redes sociais a foto do ponto sem o abrigo.

Assim como ele, outros moradores e trabalhadores do bairro e do entorno que dependem do ponto para conseguir pegar o transporte até São Paulo ficam expostos em dias de chuva e sem nenhuma proteção quando precisam esperar no local. 

A reportagem chegou a entrar em contato com a EMTU, mas a empresa respondeu por meio de nota que “a parada em questão foi implantada pela Prefeitura Municipal de Taboão da Serra e não consta no cadastro de pontos com infraestrutura de responsabilidade da EMTU/SP”.

No entanto, em uma imagem capturada pelo Google Maps em fevereiro de 2018 mostra uma faixa azul identificando o ponto com o símbolo da EMTU.

A prefeitura também foi notificada e negou que a responsabilidade da obra seja da gestão municipal. A secretaria de Transporte e Trânsito também informou que um ofício chegou a ser encaminhado para a empresa solicitando a reconstrução, mas até agora não houve resposta. A pasta também reforçou que “o ponto atende exclusivamente passageiros que utilizam as linhas intermunicipais”.

Comentários