“Leitura nas Praças” leva alunos da rede pública municipal de Taboão para aula ao ar livre com atividades literárias

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 14/08/2019

Para os alunos da rede pública municipal de Taboão da Serra a aula na última sexta-feira, dia 9, foi em um estilo bem diferente. Ao ar livre, eles puderam acompanhar em três praças da cidade, a Luiz Gonzaga (Pirajuçara), Dona Jô (Jardim Salete) e no Parque das Hortênsias (Pq. Assunção), o projeto conhecido como "Leitura nas Praças" que visa aproximar as crianças da literatura de uma forma lúdica e divertida.

A programação é organizada pela secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia da cidade, comandada por João Medeiros, e envolve todas as escolas de Taboão, que participaram da ação cada uma com sua a tenda, todas coloridas e enfeitadas, onde era possível os alunos acompanharem contação de histórias, leitura de livros, teatro, sarau e outras diversas atividades.

O evento, que já está em sua terceira edição, e, segundo João, "leva para toda a população os trabalhos que os alunos das nossas escolas municipais desenvolvem, sendo assim uma forma muito interessante de incentivar o hábito da leitura nas crianças e também no público”. 

Edilene Lopes, professora na Escola Municipal Infantil (EMI) Mônica que já está há 7 anos na rede de educação de Taboão, contou um pouco sobre a preparação. “É um projeto anual. A gente começou no início do ano, aí a gente manda para a casa um trabalho dos alunos para que eles façam com os pais, que são esses que estão expostos aqui”, disse.

“É gratificante participar porque nesse momento que você vê o retorno com a participação dos pais, a vinda dos alunos para prestigiar. A alegria do professor é essa”, disse Sabrina Dias, também professora do EMI Mônica. Ela ainda completou dizendo que sempre é prezado essa “ludicidade” no projeto de aprendizagem das crianças.

Além das tendas, na Praça Luiz Gonzaga, por exemplo, os alunos também puderam fazer apresentações de diversos autores. “Estou aqui porque minha filha é a Mônica”, disse Cleide Batista, mãe de uma aluna do 4º ano da EMef Ana Mafalda. “Estou achando muito bom. É a primeira vez, mas gostei muito. Vou vir mais vezes e recomendar. A nota é 10”, completou.

 

Comentários