Apenas 38% dos eleitores de Taboão da Serra realizaram cadastramento biométrico

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 1/08/2019

Taboão da Serra tem atualmente 207.384 mil eleitores, no entanto, até agora, apenas 79.005 deles, ou seja, 38%, realizaram o cadastramento biométrico, que passou a ser obrigatório na cidade nesta quinta-feira, dia 1.  Os dados são do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

O prazo para coletar as digitais vai até dia 19 de dezembro e quem não realizar o procedimento terá o título de eleitor cancelado e não poderá votar nas próximas eleições, além de também poder sofrer restrições na vida civil, como obter carteira de identidade e passaporte, fazer matrícula em instituição de ensino oficial ou fiscalizada pelo governo, obter empréstimos em instituições públicas e tomar posse se aprovado em concurso público.

A biometria confirma a identidade do eleitor na hora do voto, tornando mais seguro o processo eleitoral, uma vez que as impressões digitais de cada indivíduo são únicas. O procedimento envolve, além da coleta das digitais, fotografia, assinatura e revisão de dados. O procedimento dura no máximo 15 minutos.

Para realizar o cadastramento, é necessário entrar no site do TRE e agendar uma data e um horário e comparecer na zona eleitoral munido de um comprovante de residência e um documento oficial com foto. Vale lembrar que os eleitores de Taboão devem ficar atentos à mudança de endereço que ocorreu nos cartórios eleitorais na cidade, que se unificaram em uma única sede e agora atendem na Avenida Armando Andrade, nº 1.315, no Parques Santos Dumont.

Taboão, apesar de ter sido a última cidade da região a tornar o cadastramento obrigatório, é a terceira maior dos 479 municípios com a biometria. Em Itapecerica, Embu-Guaçu, Juquitiba e São Lourenço o procedimento começou a ser realizado no início do Ano. Já em Embu das Artes, o cadastramento já foi terminado e usado nas eleições de 2018.

 

 

 

Comentários