Dilma Roussef visita Taboão da Serra e elogia condomínio João Cândido

Por Sandra Pereira | 9/07/2016

A presidente afastada Dilma Roussef esteve no Condomínio João Cândido, no Jd. Salete em Taboão da Serra, nesta sexta-feira, 8, quando foi recebida por centenas de militantes dos movimentos de moradia. A presidente veio participar de um ato em defesa do Programa Minha Casa, Minha Vida Entidades. Os participantes do ato dispararam críticas contra o governo Temer. Acusaram o substituto da presidente afastada de atentar contra os direitos sociais e querer acabar com o Minha Casa Minha Vida.  

 Dilma Roussef elogiou a atuação dos movimentos sociais MTST e MST. Ela disse que visitou vários empreendimentos feitos no país pelo Minha Casa Minha Vida e classificou o Conjunto Habitacional João Cândido como o melhor e de maior qualidade no Brasil. Ela falou por mais de 20 minutos e criticou Temer e sua equipe chamando-os de horda do bárbaros que a tirou do poder. Apesar de se declarar vítima de um golpe a presidente rechaçou a possibilidade de renunciar ao cargo. Disse estar otimista de que irá voltar e afirmou que mulher não desiste nunca, apesar de todas as ameaças.

“Quero reconhecer a qualidade das construções que vi aqui. Superam todas as demais que já vi no Brasil, e o que é mais importante, com o mesmo custo, com o mesmo dinheiro. Isso porque vocês estão na direção desse processo. Aqui tem um programa muito bem sucedido. Fico muito feliz de ver o sucesso desse programa aqui em Taboão da Serra”, comemorou. 

 A presidente afastada citou a sugestão que a CNI fez ao governo provisório, de aumentar a jornada de trabalho de 44 para 80 horas semanais. Dilma chamou a proposta é um absurda e chegou a dizer que se trata de um retrocesso histórico. Para ela o governo golpista tem como objetivo retirar direitos sociais e individuais, como o programa Minha Casa Minha Vida.

Guilherme Boulos, líder do MTST, anunciou no ato que o movimento vai liderar em todo o país atos de resistência contra o governo Temer, a partir deste mês.  

O ex-vereador Paulo Félix, líder do MST em Taboão da Serra, não escondia a satisfação de receber a presidente afastada dentro do condomínio fruto da mobilização do movimento na cidade.

Comentários