Vereadores de Itapecerica discutem a Iluminação pública e buracos nas ruas do município

Por Gabrielly Sousa | 12/08/2015

A sessão da Câmara de Itapecerica, dessa terça-feira, dia 11, teve uma duração longa e acabou minutos após às 22h, por conta de muitos requerimentos que foram aprovados, além de grande parte dos vereadores terem feitos o uso da tribuna para fazer suas explicações pessoais. Os temas mais abordados pelos vereadores foram os buracos existentes em várias ruas e avenidas do município e a entrega de várias instalações de iluminação pública. Os professores da rede municipal ainda buscam por melhores condições de trabalho e marcaram presença na Câmara. Todos os vereadores afirmaram estarem ao lado dos educadores. O vereador Gerson Lazarin parabenizou a organização do Festival de Inverno que aconteceu no último final de semana.

O vereador Ernandes agradeceu as Instalações de iluminação feitas pela Engeluz em alguns bairros do município, porém, alegou que alguns trechos dos bairros do Parque Paraíso e Jd. Sampaio ainda falta serem atendidos.  

Ernandes mostrou insatisfação com as ruas que se encontram esburacadas, inclusive no Jd. Gleba 7. Segundo o vereador, a maior culpa das crateras nas pistas é da Sabesp. “A Sabesp começa a fazer alguns trabalhos e deixa as ruas literalmente esburacadas, deixa em situação precária e não volta para realizar os reparos”, falou o Pr. Ernandes. Também professor, o vereador saudou os educadores na plenária e exaltou a importância da educação e das reivindicações justas feitas pelos professores.

Jonas Feijó deu ênfase à fala do vereador Ernandes sobre os buracos nas ruas de Itapecerica, e citou algumas localidades que estão mais prejudicadas, como as ruas Soraia, Pedro de Andrade e Igarapé.

Assim como o vereador Ernandes, Hércules da farmácia fez o agradecimento à empresa Engeluz por ter iluminado a Rua Atlântica, no bairro do Jardim Sampaio. O vereador Hércules também agradeceu o prefeito Chuvisco por levar a iluminação na viela Papa João Paulo II. “A iluminação de Itapecerica está melhorando muito, graças às taxas e contas feitas pelos munícipes, e o empenho do prefeito que enxergou que é necessário melhorar a iluminação por questão de segurança”, disse o vereador. 

Antônio Trolesi dirigiu a palavra aos professores que estavam presentes, dizendo que participou de uma reunião com o prefeito, juntamente com os vereadores, e que muitas pautas de indicações feitas para melhorar as condições de trabalho dos professores, até o momento não foram atendidas. “Acho que é justo que se faça uma nova reunião e se discuta novamente essa questão da educação. É lutando, marcando e não deixando a ‘peteca cair’ que a gente consegue as coisas”, salientou o vereador.

O último a falar foi o presidente Alex pires, que aproveitou o tema “Ruas Esburacadas” para citar alguns bairros prejudicados,  Jd. Itapecericano, Jd. Montesano, Vila Gêni e Embu-Mirim, onde estavam programados para receberem as obras da “Operação Tapa Buraco”.

“Faz três anos e essa operação ainda não chegou nesses bairros. Não sei se falta massa ou se furou o pneu do Caminhão”, ironizou o presidente.

Segundo Alex Pires, toda a massa disponibilizada para realizar os reparos nos bairros referidos foi levada para o município de São Lourenço. O vereador ainda cobrou a administração pública para realizar a limpeza nos bueiros de esgoto da cidade.

Projetos de Lei

O veto total posto pelo Prefeito Amarildo ao Projeto de Lei 1.143/15, de autoria do vereador Sangue Bom, que denomina a viela 4 para Viela Madre Maria da Soledade , entrou em votação para que se mantivesse ou rejeitasse o veto do projeto de Logradouro Público. Em votação secreta com cédulas, 11 votos a favores do veto contra apenas 1 pela rejeição, ou seja, o veto do projeto continuou mantido. Segundo o vereador Antônio Trolesi, ninguém foi contra o próprio autor do projeto, Sangue Bom, e disse que o mesmo afirmou que a indicação apresentava vícios.

Outro projeto de Logradouro Público barrado pela administração do município foi o de 1.151/15, de autoria do vereador Antônio Trolesi, que denomina a Rua João de Moraes Borba (João de Camargo). Também em votação secreta, 11 vereadores votaram pela rejeição do veto e 1 pela manutenção.

O projeto de lei 1.136/15, de autoria do vereador Ramon Corsini, de um logradouro Público no Jd. Itaquaciara, que denomina o lugar sem identificação para Rua Maria Jacó da Silva, também foi vetado e posto em votação. Apenas um vereador foi contra a manutenção do veto, o restante prorrogou o projeto.

Por último, o Projeto de Le i 1.155/15, também de Logradouro Público, de Autoria do vereador Gerson Lazarin, foi aprovado.

Comentários