Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Começa neste sábado a Campanha Nacional de Vacinação Infantil em Itapecerica da Serra

Por Departamento de Comunicação da Prefeitura de Itapecerica da Serra | 7/11/2014

vacinacao

PMIS

A Autarquia Municipal de Saúde inicia no próximo sábado, 8 de novembro, a Campanha Nacional de Vacinação Infantil contra Poliomielite e Sarampo, que segue até o dia 28. A vacina contra Poliomielite – as famosas gotinhas que protegem as crianças da paralisia infantil - será aplicada em crianças a partir de 6 meses até menores de 5 anos. Para crianças com mais de 6 meses de idade que estejam com esquema vacinal atrasado, é recomendada a vacina inativada da poliomielite (VIP), que é feita de forma injetável.

Contra o Sarampo, o público-alvo são crianças de 1 a 5 anos incompletos. A vacina chamada Tríplice Viral também protege contra rubéola e caxumba.

A Campanha terá como dias principais de mobilização - os chamados “Dias D” - os sábados 8 e 22 de novembro, quando todas as UBS’s estarão abertas, das 8 às 17 horas.

Saiba mais sobre as doenças:

Poliomielite:

Também conhecida como paralisia infantil, a poliomielite é causada pelo poliovírus, que pode ser transmitido por meio do contato com fezes ou secreções expelidas pela boca. A paralisia dos membros inferiores acontece quando o vírus atinge o cérebro atacando os neurônios motores. Se o vírus chegar às células nervosas que controlam a musculatura envolvida no sistema respiratório e de deglutição, a doença pode ser fatal. Em junho deste ano, o vírus foi encontrado em amostras recolhidas no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), mas não houve casos de contaminação humana. A doença não tem cura e apenas pode ser evitada com a vacinação. No Brasil, é considerada erradicada desde 1989. 

Sarampo: 

É provocado pelo Morbili vírus, que pode ser transmitido por secreções produzidas nas vias respiratórias, eliminadas pela tosse e espirro. Os principais sintomas da doença são  manchas avermelhadas na pele, febre, tosse, conjuntivite, moleza, coriza, falta de apetite e manchas brancas na parte interna das bochechas. Em gestantes, a doença é especialmente grave, pois pode provocar parto prematuro e até mesmo aborto. O Sarampo ainda é muito presente no mundo inteiro. Há a presença do vírus na Europa, Ásia e África. No total, são 155 mil casos registrados no mundo, o que abre espaço ao vírus importado, trazido e levado por viajantes. A única forma de prevenção da doença é por meio da vacina.

Fonte: Ministério da Saúde

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.