Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Estudantes do Ruy Cardoso confessam autoria de vídeo de cunho sexual com alunas

Por Sandra Pereira | 3/11/2014

ruy

Arquivo Jornal na Net Meninos disseram estar arrependidos e negaram serem autores dos vídeos do Top 10 da escola

Três meninos de 14 anos assumiram a autoria de um dos vídeos com imagens de estudantes da escola Antônio Ruy Cardoso associada com música de cunho sexual e palavras de baixo calão. O vídeo reuniu 5 garotas da escola. Foi batizado de Top 5 e é inspirado no Top 10 do Ruy – saiba mais aqui – cuja autoria ainda está sendo investigada pela polícia. Os vídeos reúnem fotos das meninas legendadas com palavras de baixo calão e funk repleto de palavrões e letra de cunho sexual que denigrem a imagem das garotas.

O sucesso do Top 10 nas escolas de Taboão da Serra é tamanho que inspirou o Top 5 e o Top 15. O número se refere a quantidade de meninas que aparecem nos vídeos de cunho pornográfico e vulgar montados com fotos tiradas dos perfis dela no Facebook. Entre as escolas onde o Top 10 virou febre destacam-se a Heitor Cavalcante,  Ruy Cardoso, Laerte Almeida, Dom Pedro, Wandick Freitas, Neusa Demétrio, Edgar Francisco e o Denoel Nicodemos Eller. A Delegacia dos Direitos da Mulher recebe todo dia vários Boletins de Ocorrência sobre o crime.

“Os meninos assumiram a autoria. Agora vou querer processar porque uma coisa dessas não pode ficar impune. Um deles se arrependeu e pediu perdão. A mãe ficou furiosa e tomou o celular dele. Teve outro que o pai ficou dizendo que pagaria psicólogo para as meninas era só escolher qualquer um que ele pagava”, disse a mãe de uma das garotas que aparecem nas imagens.

Ao lado da filha ela lembra o constrangimento que a garota sofreu. O assédio na escola, as piadas na vizinhança e até a desconfiança do próprio pai. “Ela passava na rua e as pessoas colocavam a música do vídeo pra tocar. Foi muito sofrimento. Faço questão que eles paguem por isso até pra desencorajar outros garotos. Os pais vão ser chamados na delegacia”, conta. “Fiquei sem reação. Foi tudo muito triste. Pegaram as minhas fotos e fizeram isso”, disse a adolescente de 15 anos.

 As meninas vítimas dessa nova modalidade de crime são tratadas como “puta profissional” e “oferecidas” ao público masculino. Os garotos que assumiram a autoria do Top 5 do Ruy o fizeram após investigação de um grupo de mães e com a ajuda da escola foram obrigados a confessar.

A mãe da menina relatou que um dos garotos é de família evangélica e após sentir a pressão por conta do fato pediu perdão a todos. Disse acreditar que se tratava apenas de uma brincadeira e que não quis fazer mal as garotas selecionadas para aparecer nos vídeos.

“A família dele ficou arrasada. Eles não esperavam uma coisa assim”, ressaltou.

A Polícia de Taboão da Serra está investigando dezenas de casos de Top 10 e Top 5 nas escolas. Os autores dos vídeos e seus pais serão responsabilizados pela prática.

A reportagem do Jornal na Net não vai divulgar o nome dos garotos que assumiram o vídeo para não causar constrangimento às famílias. Pela mesma razão optamos por não divulgar as imagens das garotas vítimas. 


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.