Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Itapecerica voltam a criticar empresa de iluminação pública Engeluz

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 22/10/2014

sessao_itap2

Genildo RochaSessão da Câmara Municipal aconteceu nesta terça-feira, 21

Os vereadores da Câmara Municipal de Itapecerica da Serra criticaram novamente o mal serviço prestado pela empresa de iluminação pública Engeluz. De acordo com os edis, os bairros estão com iluminação acesa durante o dia e no período noturno em completa escuridão. Os moradores precisam conviver diariamente com o medo de assaltos em decorrência da escuridão nos bairros. 

O vereador Antônio Trolesi (PTB) subiu a tribuna para endossar as criticas iniciadas pela vereador Sangue Bom (PDT) contra a empresa, que de acordo com eles não realiza manutenção, deixando o município em completa escuridão. O vereador Jonas Feijó (PSD) salientou que o Jardim Jacira está sem iluminação pública há muitos dias e pede uma posição da empresa responsável. 

A sessão realizada nesta terça-feira, 21, também contou com as críticas do vereador Pastor Ernandes (PT) contra o ex-prefeito Erlon Chaves. Ernandes rebateu denúncias e ofensas que de acordo com o parlamentar foram postadas na rede social (facebook) de Chaves. Ele utilizou da segunda parte da sessão para afirmar que o ex-prefeito precisa de Deus no coração e não denegrir a imagem dos outros. Cita trechos do vídeo publicado e questiona Erlon Chaves com relação a esposa e filhos do ex-prefeito e também alegando que não é pseudo vereador. O vídeo foi publicado na página pessoal de Erlon Chaves e possui pouco mais de 2 minutos. 

Também foram votados e aprovados requerimentos para que fossem encaminhados ao Poder Executivo. O projeto de lei 1574/2014 com a alteração do parecer 105/2014 por solicitação do vereador Hercules da Fármacia (PMDB) foi retirado e a discusão do mesmo adiado por 10 dias. O PL prevê doação de espaço para construção de um CDP (Centro de Detenção Provisória) em Itapecerica da Serra. 

A sessão terminou de forma alterada. Os minutos a mais concedidos para que o vereador Jonas Feijo concluísse sua fala gerou confusão, uma vez que o vereador Sangue Bom quis utilizar do mesmo direito para falar também minutos a mais na tribuna. As discussões com relação ao regimento interno da Câmara Municipal é recorrente nas sessões e em certo momento já foi até cogitada uma alteração no regimento base da casa de leis.  

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.