Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Nelsão nega ter usado a senha do PDT para expulsar a vereadora Érica

Por Sandra Pereira | 24/07/2014

nelsao

Divulgação Facebook Nelsão diz que vereadora Érica é complicada

Antigo operador da senha que administrava o PDT de Taboão da Serra, Junelson Oliveira, o Nelsão, ex-funcionário do ex-vereador e ex-presidente do partido, Valdevan Noventa, negou ter sido responsável pela “expulsão” da vereadora Érica Franquini da sigla. Ele disse que deixou de operar o sistema quando a vereadora assumiu a presidência do partido e negou ter oferecido a ela a senha. Nelsão contou que chegou a testar o seu acesso no sistema após a polêmica, mas a senha estava bloqueada. Disse que a mesma senha era operada por outras duas antigas assessoras de Valdevan Noventa, mas negou que ambas tivessem interesse em prejudicar a vereadora.

“Desde que a vereadora assumiu o partido não mexi mais na senha. Não fui responsável por nada e essas acusações não tem sentido. Nunca fui procurado pelo Noventa ou por ninguém para prejudicar a Érica. Estou com a consciência tranquila. E tem mais nunca ofereci senha a ela de nada”, disse Nelsão, que afirmou não estar mais atuando na política de Taboão já que voltou a dar aulas. 

De acordo com Nelsão o sistema de filiação web permite que o detentor da senha master faça filiações e desfiliações na data que lhe escolher.

“Quem tem a senha master faz as mudanças que quiser no filia web. Se você tira uma pessoa do partido pode colocar na data que quiser, se quiser colocar em 1978 o programa aceita. Não tinha mais acesso a senha desde que a Érica assumiu. Na época da formação do partido tivemos uma pessoa que foi excluída e quando nós vimos isso na época da eleição voltamos e a pessoa se candidatou normal”, declarou.

Nelsão classificou a vereadora de “complicada”. Afirmou que ela costuma se enrolar com as coisas e é “vereadora de um mandato só”.

“Não tenho nada contra ela. Ajudei quando pude. Depois que ela ganhou nunca fez uma ligação. 

O mistério em torno da expulsão inesperada da vereadora Érica Franquini do PDT continua aguçando a curiosidade de todos e provocando questionamentos. Resolver o mistério e descobrir como se originou o problema virou prioridade para o ex-presidente da sigla Valdevan Noventa. Ele cobrou que o PDT apure o caso e defendeu a adoção de medidas legais contra a vereadora. 


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.