Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

MTST desocupa terreno no Embu após retomar negociações para construir moradias na área ocupada

Por Outro autor | 26/06/2010

128.JPG

Prefeito Chico Brito recebeu abaixo assinado de integrantes do MTST

Depois de quase 36 horas de ocupação simbólica os integrantes do  Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST)  deixaram o terreno invadido na quinta-feira à noite na Avenida Rotary, em Embu das Artes, com a finalidade de pressionar os ambientalistas da cidade.

A desocupação aconteceu  após os integrantes do movimento entregar ao prefeito Chico Brito centenas de assinatura pedindo que ele empenhe esforços para o início das construções das moradias que estão projetadas para o local próximo ao cemitério dos Jesuítas.

O terreno é de propriedade da CDHU. O projeto para a área está parado por conta de uma ação judicial impetrada pelos ambientalistas da região. Eles querem garantir que o local seja transformado em um parque de preservação ambiental visando proteger a mata existente na área.

Segundo a líder do MTST Vanessa Souza a ocupação foi um protesto e uma maneira de colocar as partes envolvidas na mesa para reiniciar as  negociações. “Nosso objetivo foi atingido no dia 25 conseguimos conversar com a CDHU, a Caixa Econômica Federal e Prefeitura de Embu”, comemorou Vanessa.

Para o prefeito Chico Brito as reivindicações do movimento são legítimas. De acordo com ele, na área é possível conciliar as construções e preservar as nascentes.

“Estamos preocupados com a questão de moradia em nossa cidade, precisamos resolver todos os problemas para o bem de nossa população e não podemos deixar de olhar pelas pessoas que precisam de um canto para morar, mas um canto digno com escolas, postos de saúde, área de lazer e tudo que é necessário para o crescimento de nossas crianças, sou a favor do movimento e infelizmente os ambientalistas recusaram o convite para sentar e discutir, nos cabe agora fazer o possível para liberar a área e iniciar as obras”, declarou o prefeito Chico Brito.


Guilherme Boulos, coordenador do MTST afirmou que o movimento tem um pré-projeto aprovado pela CDHU que tem o apoio da prefeitura de preservação de 1/3 da área de 450 mil metros quadrados, onde seriam construídas 1.200 unidades.

"Essa área não pode continuar como está. É um local de entulho, sem uso, a questão ambiental é importante. A ocupação não vai durar muito tempo, mas abre um canal de negociação", afirmou Boulos.

Texto e fotos: Um Novo Jornal

24/09/2017

14º Festival de Flores e Plantas marcou a chegada da primavera em Embu

O 14º Festival de Flores e Plantas de Embu das Artes ocorrido neste final de semana celebra em...

15/09/2017

Projeto Horta em Pet realiza novas oficinas em Embu das Artes

A Sociedade Ecológica Amigos de Embu – SEAE, em parceria com a prefeitura municipal de Embu das...

14/09/2017

Prefeitura de Taboão da Serra realiza limpeza de córregos

Um forte trabalho de limpeza e desassoreamento dos córregos de Taboão da Serra vem sendo...

18/08/2017

Sexta-feira será fria e chuvosa em Taboão da Serra, Embu e Itapecerica

O tempo deve permanecer frio e chuvoso nesta sexta-feira, 18, em Taboão da Serra, Embu,...

15/08/2017

Onça encontrada em empresa em SP vai voltar para a natureza até sexta-feira

10/08/2017

teste

teste

06/08/2017

Prefeitura de Taboão da Serra realiza limpeza nos córregos da cidade

A Prefeitura de Taboão da Serra, por meio da Secretaria de Manutenção, está realizando o...

06/08/2017

Em Embu das Artes, Jardim Nova República e São Marcos recebem oficina de horta

No município de Embu das Artes, situado na região oeste da Grande São Paulo, um projeto...

25/09/2017

Bandidos roubam carga de R$ 12 mil em biscoito no Embu e fazem motorista refém

O motorista de um veículo que transportava uma carga de biscoito avaliada em R$12 mil foi...

25/09/2017

Emprega São Paulo/Mais Emprego tem 5.215 vagas abertas no Estado

O programa Emprega São Paulo/Mais Emprego oferece 5.215 oportunidades nesta semana no Estado de...

25/09/2017

Gravidez na adolescência em São Paulo cai a seu menor nível em 18 anos

O governador Geraldo Alckmin apresentou dia 22 um balanço produzido pela Secretaria de Estado da...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.