Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Régis Bittencourt registra redução de acidentes com mortes

Por Assessoria de Imprensa | 14/07/2014

BR

Sandra PereiraRedução no primeiro semestre ano foi 25% no número de mortes na rodovia

A Autopista Régis Bittencourt registrou redução de 25% no número de mortes no primeiro semestre de 2014, na comparação com o mesmo período de 2013. Este ano, de janeiro a junho, foram registradas 64 mortes na rodovia, enquanto no mesmo período do ano passado foram 85. Os acidentes fatais tiveram uma redução de 23% no mesmo período. As ocorrências mais comuns na BR-116, entre São Paulo e Curitiba, são as saídas de pista, as colisões traseiras e os choques com objeto fixo (barreiras de concreto, muretas).

Do total, foram registrados 2.237 acidentes na Régis Bittencourt no primeiro semestre de 2014. É importante ressaltar que, desde 2011, a Concessionária vem registrando um saldo positivo, sobretudo na redução de acidentes na rodovia na comparação ano a ano. Foram 6.823 em 2011, 6.504 em 2012 e  5.764 em 2013. 

A atuação ao longo de 6 anos de concessão na execução de importantes obras e serviços de melhoria da rodovia e a prestação de serviços de atendimento aos usuários são fatores que contribuem para este resultado positivo. Desde 2008, a Concessionária investiu mais de R$1,7 bilhão em melhorias e na operação da rodovia. Além das obras, os usuários também contam com os serviços de atendimento mecânico e médico 24 horas aos usuários, para apoio em situações de emergência na rodovia.

Investimentos

. 804 quilômetros de pavimento recuperado;
. Sinalização horizontal - 100% realizado no trecho concedido;
. Sinalização vertical – mais de 13 mil unidades de placas;
. Barreiras de concreto – 150 quilômetros implantados;
. Implantação de 50 novas passarelas e reforma de 17 passarelas existentes;
. Implantação de grades altas em 46 passarelas existentes;
. Melhoria de acessos – 39 obras concluídas;
. Construção de nove trevos em desnível - acesso e retorno – concluídos;
.Implantação de passagem em desnível inferior – km 369,6 (Miracatu);
. Reforma de 2 postos de pesagem com balança fixa;
. Construção de 4,5 quilômetros de ruas laterais em Registro;
. Construção de 5 quilômetros de ruas laterais em Jacupiranga;
. Construção de 3,6 quilômetros de ruas laterais em Cajati;
. Execução de 177 obras de melhoria em pontes, viadutos e passagens inferiores, com o objetivo de aprimorar a capacidade estrutural e funcional desses dispositivos existentes, por meio de reparo, reforço, reforma e alargamento (acostamento).
. Duplicação de 11 quilômetros do trecho da Serra do Cafezal – entre Juquitiba e Miracatu (SP);

Obras em andamento

. Manutenção constante do pavimento, sinalização vertical e horizontal;
. Duplicação de 11 quilômetros do trecho da Serra do Cafezal – implantação de 14 viadutos e três túneis;
. Construção de sete trevos em desnível - acesso e retorno;
. Implantação de 15 quilômetros de ruas laterais em Miracatu, Juquiá e Pariquera-açu (SP);
. Implantação de 15 quilômetros de ruas laterais em Campina Grande do Sul, Colombo e Quatro Barras (PR).
“Somos cientes da nossa grande responsabilidade com os nossos usuários e estamos trabalhando para oferecer uma infraestrutura segura e de qualidade. Assumimos importantes compromissos de investimentos, como na duplicação dos 30,5 quilômetros da Serra do Cafezal, e muitas outras obras que já fazem da Régis Bittencourt uma rodovia mais segura”, comenta o Diretor Superintendente, Eneo Palazzi.
A Autopista Régis Bittencourt ainda realiza anualmente ações sobre segurança no trânsito para motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Nessas campanhas, os usuários recebem orientações técnicas e de qualidade de vida, instalam itens de segurança em seus veículos e passam por exames básicos de saúde.
A preocupação com a segurança norteia o trabalho da Autopista Régis Bittencourt e de sua controladora, a Arteris. Em 2013, a companhia criou o GERAR – Grupo Estratégico para Redução de Acidentes, que tem o objetivo de reduzir em 50% a fatalidade nas rodovias sob sua administração, até 2020.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.