Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Moradores de Embu das Artes sofrem com onda de assaltos nos bairros

Por Sandra Pereira | 9/06/2014

assalto

DivulgaçãoMaioria dos crimes é praticado por motoqueiros armados que fogem rapidamente

Uma crescente onda de assaltos vem tirando o sossego dos moradores do Jardim Santa Emília, Presidente Kennedy e Santo Eduardo, em Embu das Artes. Segundo os moradores criminosos estão assaltando nos pontos de ônibus pela manhã, ou mesmo, nas portas de suas casas. As vítimas revelam que os assaltantes andam armados e abordam principalmente mulheres sozinhas. Também destacam a ousadia dos criminosos que assaltam a qualquer hora do dia e cada vez com maior frequência. Os moradores pedem reforço no policiamento preventivo.

Na busca de solução os moradores estão coletando assinaturas num abaixo assinado pedindo segurança e a volta do batalhão policial que ficava no Jardim Santa Emília. Para os moradores e comerciantes a presença policial inibia os assaltos. Outra solução solicitada é a ronda nas ruas. “Acreditamos que essa seja uma forma de nossos representantes ouvir o que está acontecendo em nosso bairro, a falta de segurança e o medo que sentimos em sair de casa ou chegar”, pontua uma moradora que apoia a inciativa. 


“Fui assaltada e não deu pra fazer nada. Os ‘caras’ estavam armados e levaram meu celular e algumas outras coisas. Pelo menos quando tinha o batalhão os bandidos se sentiam intimidados porque a qualquer hora podia passar uma viatura, mas agora nem isso”, conta uma moradora do Jardim Presidente Kennedy, assaltada na Rua Márcia nesta semana.

Nas regiões onde os assaltos acontecem com mais freqüência o clima nas ruas é de medo. Os moradores pedem mais segurança e proteção para sair e chegar em suas casas. O medo toma conta até mesmo das pessoas que não vivenciaram a situação, mas soube dos casos.

 “Eu não fui assaltada, mas já presenciei pessoas que entraram no ônibus e que tinham acabado de ser. E eles vieram fazendo arrastão dos outros pontos no sentido do Santo Eduardo”, conta.

“Minha mãe e minha tia foram assaltadas duas vezes em duas semanas, na Rua Márcia indo pro trabalho as 6 da manhã. Uma amiga foi assaltada ás 19 horas ao lado do mercado Mina Alta. Uma outra amiga teve a casa assaltada ás 22 horas perto do Embuffer. Esses assaltos foram praticamente seguidos uns dos outros”, conta uma moradora que preferiu não ser identificada.

Outra moradora relata que sofreu um assalto na Rua Central, no Jardim Santo Eduardo. Ela disse que a bolsa dela foi localizada dias depois com chaves e documentos. A moça contou que o assaltante age em uma moto com garupa e observou que o criminoso é um rapaz branco e aparentemente desarmado.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.