Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Chuvisco reassume prefeitura e promete reajustar salário dos funcionários públicos

Por Mariana Lemos | 6/06/2014

chuvisco

Genildo Rocha Chuvisco disse que funcionários públicos e terceira idade são prioridade. Ele prometeu retomar projetos, obras e pagar servidores demitidos

Após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinando seu retorno a prefeitura de Itapecerica da Serra, Amarildo Gonçalves, o Chuvisco, (PMDB), prometeu resolver de cara o impasse com a terceira idade e garantir aumento dos funcionários públicos a partir de julho. Chuvisco disse em entrevista ao Jornal na Net que irá promover mudanças no secretariado e na gestão na cidade. Afirmou que vai retomar convênios, obras e colocar pagamentos em dia. Ele reclamou da paralisação de obras como o ginásio de esportes. Garantiu não ter extrapolado os limites da folha de pagamento e alegou que se houver algum projeto interessante da gestão Erlon Chaves sua administração irá manter. Para ele Erlon Chaves acertou em algumas ações de fiscalização e errou ao "engessar" a prefeitura. Chuvisco disse que passou os últimos 40 dias empenhado em reverter a cassação e volta ao cargo motivado pelo desejo de trabalhar firme. Ele foi reempossado no cargo na tarde desta sexta-feira, 6, na Câmara Municipal em clima de festa e de lá seguiu para a prefeitura com grande comitiva.

O Chuvisco disse estar confiante na Justiça e relatou ter ficado magoado com a insinuação de que teria apoiado os tiros disparados contra a casa de Erlon Chaves,  que para Chuvisco foi uma “grande encenação”. Ele disse que vai cobrar da polícia o esclarecimento do suposto atentado. Para o prefeito o Sindicato dos funcionários de Itapecerica foi “mole” quando não cobrou o cumprimento do reajuste já acordado com a administração e acusou o presidente do Sindicato de acertar apenas questões pessoais com o prefeito Erlon Chaves.

“Vamos voltar e dar o aumento ao funcionalismo. A minhas prioridades serão o idoso e o funcionários públicos. Vai haver mudanças de secretariado e na gestão. Tem algumas mudanças que já estavam para ser feitas mesmo. Nós vamos voltar e fazer o que estava planejado. Vamos retomar os convênios, os compromissos, as obras e trabalhar com gente da nossa cidade, dar oportunidade para elas mostrarem seu valor”, afirmou em tom grave. 

Chuvisco reclamou da paralisação de obras e convênios e disse que tudo isso acabou prejudicando a cidade. Ele chamou de absurdo o corte do café da terceira idade assim como a transferência para o Sítio dos Patos. 

“Não deu pra entender porque chegou e paralisou tudo. Diversas obras estavam em andamento e outras para ser iniciadas. O ginásio de esportes passou 30 dias parado sem necessidade. A obra da estrada da Ressaca tava tudo certo e parou. Os convênios foram todos paralisados sem necessidade. Pode ter certeza se tiver alguma coisa boa que ele fez nós vamos continuar”, prometeu. 

Sobre os tiros disparados contra a residência de Erlon Chaves na noite em que ele assumiu a prefeitura Chuvisco disse ter estranhado o fato dele estar fora de casa na ocasião e ter levado inclusive o cachorro. “Deram 12 tiros no portão. Isso é a primeira prova da armação. Depois basta ver onde ele estava quando isso aconteceu. As pessoas que o acolheram  são protagonistas do mesmo fato em cidades diferentes. Todo mundo já achava que foi uma armação e depois que souberam quem o acolheu veio a certeza: foi uma grande encenação. Isso foi o que mais me chateou e quero esclarecer. Faço questão que a verdade apareça. Já pedi providências à polícia. Faço questão que todos saibam a verdade. Quem me conhece sabe que não chegaria ao poder ameaçando ninguém”, desabafou. 

Para Chuvisco o tratamento que Erlon Chaves dispensou ao seu vice-prefeito foi desumano e imoral. Ele avaliou que moratória branca é calote. “Se você dar calote a administração vai parar. Quem dá calote é porque não sabe administrar. O intuito maior é voltar e fazer o melhor. Dar continuidade as obras e se tiver alguma coisa boa da administração dele nós vamos dar andamento”, disse o prefeito.




18/10/2017

Taboão teve sessão histórica para as mulheres e com aprovação de leis

O grito silencioso das mulheres vítimas de violência ecoou com força e fez da sessão desta...

17/10/2017

Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites

A reforma eleitoral, aprovada no Congresso Nacional e sancionada recentemente pelo presidente...

15/10/2017

Ney Santos fará reforma no governo de Embu, João Ramos deixará prefeitura

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) vai anunciar nos próximos dias uma reforma...

13/10/2017

Câmara Municipal aprova reajuste de abono para servidores

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram na última terça-feira, dia 10, por unanimidade, um...

11/10/2017

Convenção realizada no domingo elegeu novo diretório do PSDB de Itapecerica

O diretório municipal do PSDB de Itapecerica da Serra realizou, no último domingo (8 de...

11/10/2017

STF deve decidir hoje se Congresso pode rever medidas contra parlamentares

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve decidir hoje (11) se parlamentares podem ser afastados do...

11/10/2017

Analice intercede por liberação de recursos para Embu das Artes

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos e a deputada estadual Analice Fernandes participaram de...

10/10/2017

Ney Santos lança Cartão Cidadão prometendo economia de recursos públicos

Anunciado como a maior ferramenta de gestão tecnológica de dados de toda a região, o Cartão...

18/10/2017

Taboão teve sessão histórica para as mulheres e com aprovação de leis

O grito silencioso das mulheres vítimas de violência ecoou com força e fez da sessão desta...

18/10/2017

Aneel autoriza reajuste nas contas de luz de consumidores do DF, GO e SP

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou hoje (17) reajustes nas contas de luz...

18/10/2017

MPF e MPT recomendam revogação de portaria que muda regras do trabalho escravo

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público Federal (MPF) recomendaram ao...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.