Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Operação da GCM de Embu flagra menores

Por Redação | 3/06/2014

adolescentedentro

Rafael RezendeGCM de Embu e Conselho Tutelar flagraram adolescentes consumindo álcool.

A Guarda Municipal de Embu das Artes realizou na manhã desta segunda feira, 02, uma operação de averiguação de menores que frequentavam o Parque Francisco Rizzo em horários de aula. Junto com o conselho tutelar, os agentes encontraram cerca de 15 adolescentes que deveriam estar em sala de aula, nas escolas estaduais que ficam no entorno do parque. Segundo a GCM é comum a prática dos menores "cabularem" aula para ingerirem bebidas alcoólicas e usar entorpecentes.

"Cercamos as três saídas do parque e ao avistarem nossa chegada todos correram. Mas como já estávamos preparados conseguimos abordar todos os menores", contou o inspetor da GCM Cruz.

Todos os menores foram cadastrados e encaminhados aos pais, eles foram notificados e os adolescentes orientados. Os estudantes tinham idade de 14 a 17 anos e são alunos do 3°ano das escolas Maria Auxiliadora, Eulália Malta, MOSC e Eduardo Vaz, todas no centro do Embu.

Participaram da operação a equipe "C" da GCM, comandada pelo Inspetor Cruz, e com os GCMs Gama, Dias, Silveira, Eduardo e Barbosa. A ação teve o acompanhamento do Presidente do Conselho Tutelar Samuel Brasil Prates e sua equipe, além de três viaturas da GCM e uma viatura do conselho tutelar.

Com os menores foram encontradas garrafas de vinho e alguns afirmaram terem feito uso de maconha no local. Segundo a GCM alguns exalavam forte cheiro do entorpecente nas mãos e nas roupas.

Ainda segundo o inspetor da guarda haveria um suspeito de estar vendendo esse tipo de entorpecente para os menores. "Queremos pegar o traficante que passa essa droga, ele deve estar pela região ou mesmo até lá dentro, induzindo os menores a usar esse entorpecente" disparou Cruz.

As ações de combate a menores nas ruas em horário de aula acontecerão especialmente no Parque Rizzo, Largo 21 de abril e Centro Histórico, sem dia ou hora para acontecer.

Nota do Conselho Tutelar da cidade

O I Conselho Tutelar de Embu das Artes vem, por meio de seus Conselheiros Tutelares, que o presente subscreve, se manifestar contra e repudiar quanto a matéria veiculada por este Jornal on-line, realizado no dia 03/06/2014 (pelo jornalista Rafael Rezende) onde informa acerca de "Operação da GCM de Embu flagra menores "cabulando" aula no Parque do Rizzo". 

Esclarecemos que repudiamos os dizeres dos quais este Conselho Tutelar que em momento algum não às usou. 

Também esclarecemos que os adolescentes que ali se encontravam, estavam apenas frequentando o Parque, pois segundo os adolescentes, haviam sido impedidos de entrar em sala de aula, por terem chegado atrasados. Esclarecemos também que os adolescentes não estavam cheirando a qualquer tipo de entorpecente ou portando alguma droga. Apenas o que foi encontrado foi uma garrafa de vinho que estava fechada. 

Ressaltamos que a atuação do Conselho Tutelar com a GCM foi na forma de orientar os adolescentes sobre a importância dos estudos, não se envolverem com drogas e pessoas que possam prejudicar a conduta dos mesmos, e dentre outras orientações.

Todos os adolescentes que ali estavam presentes, ouviram atentamente as orientações dos Conselheiros Tutelares: Lucilene, Samuel Brasil, Maria Aparecida e Maria do Rosário. 

Esclarecemos também que a referida Ação de orientação aos adolescentes que se encontram no Parque do Rizzo, se deu por iniciativa do Conselho Tutelar, que encaminhou um Ofício ao Prefeito Municipal da Cidade para providências, pois realmente recebemos denúncias de que pessoas fazem consumo de drogas dentro de um espaço público, e como existem adolescentes que frequentam o Parque, é necessário que política de Segurança Pública seja efetivada pelo Poder Público para garantir o direito de ir e vir das pessoas que frequentam o Parque do Rizzo e coibir práticas delituosas, que entendemos ser praticadas por pessoas maiores de idade.

Atenciosamente, I Conselho Tutelar de Embu das Artes, SP.

Conselheiros Tutelares: Lucilene, Samuel Brasil, Maria Aparecida, Maria do Rosário, Maria Améilia e Deuza.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.