Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Em nota HGIS informa que seguiu o protocolo médico no caso do bebê que morreu

Por Ane Greice Passos | 31/05/2014

hgis

Jornal Na NetEm nota HGIS informou que “seguiu rigorosamente o protocolo médico, priorizando ao máximo o parto normal induzido como forma de proteger a saúde da própria gestante”.

O Hospital Geral de Itapecerica da Serra enviou uma nota para o Jornal Na Net sobre o caso da recém nascida Amanda Letícia de Mello, que morreu após o parto no dia 24. O HGIS informou que “seguiu rigorosamente o protocolo médico, priorizando ao máximo o parto normal induzido como forma de proteger a saúde da própria gestante”. 

Em matéria divulgada na última segunda-feira, dia 26, Danielle Leticia Antônio falou sobre os dois dias em que esteve internada no HGIS e o sofrimento de não poder ver a sua filha viva. De acordo com Danielle ela teria passado 27 horas em trabalho de parto e havia pedido que fosse realizada uma cesárea, devido a fortes dores. Veja matéria aqui.
bebedentro
O HGIS informou em nota que Danielle não passou 27 horas em trabalho de parto e que seguiu o protocolo médico.

“A paciente foi atendida na unidade no dia 21 de maio, sem sinais de trabalho de parto e foi orientada a retornar no dia seguinte para reavaliação. No dia 22 a paciente foi internada na unidade, ainda sem sinais de trabalho de parto. Durante todo o período de internação a paciente foi avaliada por médicos e enfermeiras, com acompanhamento dos batimentos cardíacos do feto e as contrações”.

Os pais acusam o hospital de negligencia médica e afirmam que sua filha nasceu morta, porque forçaram o parto normal ao invés de realizaram uma cesárea. Eliseu disse que irá pedir uma sindicância no HGIS e pretende processar o hospital. “Se ela sabia desde o começo que não tinha dilatação, porque não fez a cesárea desde o começo? ”.

Após a matéria o HGIS mandou uma nota informando que foi aberta uma investigação interna sobre o caso, que lamenta o ocorrido e se coloca à disposição da família para prestar maiores esclarecimentos.


Veja nota do HGIS para o Jornal na Net

O HGIS Em relação à matéria “Bebê morre após mãe passar mais de 27 horas em trabalho de parto no HGIS”, publicada no dia 26 de maio pelo Jornal na Net, o Hospital Geral de Itapecerica da Serra esclarece que não procede a informação de que Danielle Letícia Antônio passou 27 horas em trabalho de parto na unidade. A paciente foi atendida na unidade no dia 21 de maio, sem sinais de trabalho de parto e foi orientada a retornar no dia seguinte para reavaliação. No dia 22 a paciente foi internada na unidade, ainda sem sinais de trabalho de parto. Durante todo o período de internação a paciente foi avaliada por médicos e enfermeiras, com acompanhamento dos batimentos cardíacos do feto e as contrações. Apenas às 19h do dia 23 a paciente foi induzida ao trabalho de parto. O Hospital informa que seguiu rigorosamente o protocolo médico, priorizando ao máximo o parto normal induzido como forma de proteger a saúde da própria gestante. Assim que foi constatada situação anormal, a paciente foi imediatamente transferida para o centro cirúrgico e foi indicada a necessidade de cesárea. A Gerência de Risco do hospital já abriu uma investigação interna sobre o caso.

O Hospital Geral de Itapecerica da Serra lamenta o ocorrido e se coloca à disposição da família para prestar maiores esclarecimentos.


18/06/2018

Itapecerica é apontada como o 2º município mais violento do estado de São Paulo

A cidade de Itapecerica da Serra foi apontada como o segundo município mais violento do estado...

15/06/2018

Petrobras anuncia queda no preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) uma queda de 0,89% no preço da gasolina comercializada em suas...

15/06/2018

Etanol está quase mais caro, mesmo com produção maior

 

 

Alternativa mais barata à gasolina, o etanol também está pesando mais no bolso na hora de...

13/06/2018

Greve dos caminhoneiros custará R$ 15 bilhões para a economia

Os dez dias de greve dos caminhoneiros custarão R$ 15 bilhões para a economia, o equivalente a...

05/06/2018

Homicídios atingem 62,5 mil casos e têm maior nível em 10 anos no país

O índice de homicídios no Brasil em 2016 atingiu a marca de 30,3 para cada 100 mil habitantes,...

24/05/2018

Procon de Itapecerica multou posto acusado de vender combustíveis com preços abu

O Procon de Itapecerica da Serra multou o posto de gasolina que estava vendendo gasolina a R$...

24/05/2018

Em Taboão, Café Sensorial promove protagonismo de pessoas com deficiência

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD), ligado à Secretaria de Assistência Social...

24/05/2018

Motoqueiros fizeram ato na Régis, no centro de Taboão em apoio ao protesto

Motoqueiros realizaram protesto no início da noite desta quinta-feira 24, contra o aumento no...

18/06/2018

TaboãoPrev presta contas durante audiência pública na Câmara Municipal

A autarquia municipal TaboãoPrev, responsável pelo fundo de pensão do funcionalismo público,...

18/06/2018

Câmara Municipal de Taboão aprova alteração da alíquota patronal

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram, durante a sessão do último dia 12, um projeto de lei...

18/06/2018

PM prende homem com três armas de fogo após ele disparar tiros em Taboão

A Polícia Militar prendeu em flagrante, na rua Santa Luzia, em Taboão da Serra, um homem com uma...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.