Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Câmara de Itapecerica rejeita pedido do prefeito e aprova projeto de habitação

Por Ane Greice Passos | 21/05/2014

dentroitap

Genildo RochaVereador Ramon Corsini fala sobre possíveis processos rescisórios, de funcionários exonerados, contra a prefeitura 

Com Casa cheia, vereadores de Itapecerica da Serra questionaram ações tomadas pelo prefeito Erlon Chaves e rejeitaram a solicitação de retirar da pauta a votação do Projeto Habitacional Minha Casa Minha Vida. Funcionários da gestão do prefeito Chuvisco estiveram presentes na sessão desta terça-feira, 20, em apoio aos nomeados exonerados e que não receberam a verba rescisória. 

Todos os vereadores rejeitaram o pedido, enviado pelo prefeito Erlon Chaves, de retirar da pauta o projeto de lei que estabelece benefícios para os empreendedores habitacionais de interesse social, incluindo Minha Casa Minha Vida. Os vereadores reforçaram a importância do projeto para as famílias carentes de Itapecerica e logo após aprovaram a lei por 11 votos favoráveis e 1 contra de Antônio Trolesi. 

Além de defenderem o projeto, um dos assuntos mais abordados da noite foi o pagamento dos funcionários exonerados da prefeitura. Os vereadores ressaltaram a importância do pagamento e as consequências jurídicas que a falta do acordo pode causar nos cofres públicos. 

“Quero falar sobre o requerimento de verba rescisória dos funcionários que trabalharam por um ano e quatro meses para o desempenho e andamento dessa cidade. Acredito que o prefeito Erlon Chaves não vai deixar de arcar com as verbas rescisórias desses funcionários, pois o não pagamento da verba pode implicar em diversas ações trabalhistas”, disse Ramon Corsini. 


O vereador aproveitou para falar, pela primeira vez, sobre o caso de cassação da sua mãe Regina Corsini e seu compromisso com seus eleitores. “Eu tenho muita convicção em separar a vice-prefeita da minha amada mãe”, disse Ramon que foi o vereador mais bem votado da cidade. 

O vereador Hércules também citou os problemas que podem ocorrer com a justiça trabalhista, caso os valores não sejam pagos. “A exoneração aconteceu, o governo muda e os cargos de confiança são alterados, mas eu sinto que isso é vingança. Eu soube de um caso de uma pessoa que foi exonerada no palanque do desfile de 8 de maio. Acho que o ser humano deve ser respeitado. Nós estamos aqui para trabalhar e proteger o munícipe”. 

Cléber Bernardes, que retornou para a câmara há uma semana, falou sobre os gastos da prefeitura e sobre “boatos” no facebook. “Eu estava voltando pelo Rodoanel, por volta das 18h30, e nunca vi tanto carro da prefeitura rodando. O senhor prefeito sempre foi contra os abusos nas economias públicas e eu acho que isso não é economia”, disse em referência aos secretários de outros municípios. 

Cléber também comentou um boato no facebook sobre a possibilidade de não ocorrer o aumento de 5.8% para funcionários públicos e pediu que o prefeito visse esses e outros problemas. 
O vereador comentou ainda sobre algumas declarações de projetos que administração atual informa que está realizando, mas trata-se de acordos da gestão anterior. 
“Eu não acho saudável fazer cortesia com o chapéu dos outros”, afirmou. 

Edicarlos Sangue Bom, que sempre utiliza a tribuna para fazer pedidos de melhorias no município, principalmente para os bairros mais afastados, ressaltou o seu compromisso com os moradores e afirmou que continuará cobrando. Sangue disse que não importa quem seja o prefeito ou a quanto tempo esteja no poder. 

“Deus construiu o mundo em 6 dias, então peço que o senhor prefeito acelere. Eu sei que o prefeito chegou agora, mas há anos ele está com vontade. Então pega essa vontade e trabalhe”, disse Sangue que voltou a ressaltar que não é um traidor. 

“Empurrei carinho morro acima e gritei 12. Não sou traíra e em qualquer partido nunca serei traidor. Defendi meu companheiro e agora viram as costas. Hoje tem segurança, mas na época quem era segurança era eu”, finalizou sua fala sendo aplaudido de pé pelos presentes na câmara.  

Gerson Lazarin parabenizou as palavras de seu colega de legislativo Sangue Bom e destacou o processo de mudanças do governo na cidade.  

“Esse é um processo de transição, ninguém é criança para não saber o que está acontecendo, vai sair os indicados do Chuvisco e entrar do Erlon. O problema é a maneira que está acontecendo, a pessoa está objetivando a vingança política e olhando o funcionário que era do Chuvisco e querendo punir”. 

O vereador ressaltou o apoio a gestão anterior e explicou o motivo que, tanto ele quanto o partido Solidariedade, são contrários ao prefeito Erlon Chaves. “Não conseguimos ser a favor do governo interino de Erlon Chaves, porque ele joga contra tudo que ele defendeu. É impossível um vereador tratar de assuntos referentes da sua cidade para oito secretários que não entendem nada de Itapecerica”. 

Mesmo sendo contrário ao governo, Gerson ressaltou que o motivo da tranquilidade na sua decisão contrária a gestão atual, é saber que o prefeito briga com a própria consciência na hora de dormir, pois muitas das decisões que ele toma não são o que de fato desejava fazer pela cidade. 

“Eu sei que o coração não manda ele trazer secretário de fora, mas o compromisso político manda ele fazer. E nesses dias de governo o prefeito aprendeu o que é compromisso político”, finalizou Gerson ressaltando que irá sentar para falar com o Erlon, quando ele mandar os secretários de volta para Santana do Parnaíba. 

Último a falar, Cícero Costa pediu que o prefeito Erlon Chaves não cancelasse o aumento de 5.8% nos salários públicos, pois esse é o mínimo de valor que eles podem receber. O presidente ressaltou que não é contrário a nova administração, mas a alguns atos que ela realiza. 

Ao finalizar Cicero voltou a falar sobre a relação com o prefeito e sobre “recados” enviados para Câmara. “Todas as vezes que o senhor quiser falar com esses vereadores, a Casa estará aberta para vossa senhoria falar, mas não mande recado. Pois os recados vêm e saem por essa janela. Não jogue sujo contra essa Casa, pois nós o respeitamos como prefeito”.

18/10/2017

Taboão teve sessão histórica para as mulheres e com aprovação de leis

O grito silencioso das mulheres vítimas de violência ecoou com força e fez da sessão desta...

17/10/2017

Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites

A reforma eleitoral, aprovada no Congresso Nacional e sancionada recentemente pelo presidente...

15/10/2017

Ney Santos fará reforma no governo de Embu, João Ramos deixará prefeitura

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) vai anunciar nos próximos dias uma reforma...

13/10/2017

Câmara Municipal aprova reajuste de abono para servidores

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram na última terça-feira, dia 10, por unanimidade, um...

11/10/2017

Convenção realizada no domingo elegeu novo diretório do PSDB de Itapecerica

O diretório municipal do PSDB de Itapecerica da Serra realizou, no último domingo (8 de...

11/10/2017

STF deve decidir hoje se Congresso pode rever medidas contra parlamentares

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve decidir hoje (11) se parlamentares podem ser afastados do...

11/10/2017

Analice intercede por liberação de recursos para Embu das Artes

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos e a deputada estadual Analice Fernandes participaram de...

10/10/2017

Ney Santos lança Cartão Cidadão prometendo economia de recursos públicos

Anunciado como a maior ferramenta de gestão tecnológica de dados de toda a região, o Cartão...

10/10/2017

Parecer do relator de denúncia contra Temer deve ser lido nesta terça

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.