Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Erlon Chaves e Nakano são diplomados prefeito e vice de Itapecerica da Serra

Por Sandra Pereira | 28/04/2014

Erlon_e_nakano

Sandra PereiraJuíza de Itapecerica diplomou prefeito e vice agora Câmara deve agendar a posse

Em clima marcado por expectativa Erlon Chaves e Francisco Nakano foram diplomados prefeito e vice-prefeito de Itapecerica da Serra nesta segunda-feira, 28, pela juíza eleitoral da cidade  Patrícia de Assis Ferreira Braguini. A diplomação de ambos agitou a região central do município durante toda a tarde. Aproximadamente 200 pessoas estiveram no cartório eleitoral onde a diplomação aconteceu. Logo após a diplomação Erlon Chaves anunciou num microfone a demissão de todo o secretariado montado pelo prefeito Amarildo Gonçalves, o Chuvisco e pela vice Regina Corsini, cassados em decorrência de processo eleitoral movido por Chaves. A defesa de Chuvisco está empenhada em reverter a decisão. 

A solenidade de diplomação de Erlon durou menos que dois minutos. Era 14 horas e 32 minutos quando a juíza começou a leitura do termo de posse.  Logo depois ela entregou os diplomas do prefeito e do vice. Do lado de fora o povo esperava as palavras de Erlon Chaves, que deixou o cartório se recusando a ser fotografado ao lado do vice-prefeito Nakano. Os dois estão com relações estremecidas. Agora Erlon Chaves e Nakano aguardam que  a presidência da  Câmara Municipal agende uma data para a posse de ambos. 

“A Câmara está se recusando a empossar esse governo democrático popular. Só vamos falar como prefeito depois disso”, avisou aos jornalistas. Logo depois emendou que a Justiça foi feita depois de um ano meio e anunciou que vai as ruas para resolver os problemas da cidade. “Esses problemas já são conhecidos pela nação brasileira que é saúde e educação. Agora nós vamos às ruas e dar uma resposta ao povo”, completou. 

O agendamento da posse será a primeira batalha que o novo prefeito vai travar com a Câmara da cidade. Erlon tem pressa de assumir já os vereadores não estão empenhados em garantir que isso ocorra. O Regimento da Casa garante aos mesmos até 10 dias para diplomar o novo prefeito e aparentemente os edis querem usar esse expediente. A relação entre Erlon e Câmara promete ser um dos mais interessantes capítulos da história política recente da cidade. 

Logo após fazer um discurso forte no qual demitiu o atual secretariado, anunciou vários nomes do seu governo, cobrou postura do funcionalismo público e da Câmara Erlon e seus advogados foram a sede do Legislativo para tentar agilizar a posse. Enquanto isso, na prefeitura do município o clima é de total instabilidade. Funcionários tentam manter as coisas em andamento, mas todos aguardam uma conclusão definitiva, já que muitos acreditam que a permanência de Erlon Chaves no cargo deverá ser temporária.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.