Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Embu registra 34 casos de dengue, Secretaria de saúde está acompanhando

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 25/04/2014

embudenguedentro

Comunicação PrefeituraCasos de dengue na cidade são monitorados pela Secretaria de Saúde

As ações de combate à dengue, feitas pela prefeitura de Embu das Artes, estão no caminho certo. Dados da Secretaria de Saúde revelam que até o dia 25 de abril, 34 casos da doença foram confirmados, sendo 12 autóctones, contraídos na própria região. Números menores se comparados a igual período do ano passado em que foram confirmados 63 casos da doença, sendo 36 autóctones.
“Isso revela a importância do morador cuidar para que o mosquito Aedes Aegypti não se prolifere, seja nos vasinhos de plantas, seja no armazenamento ou no recipiente de água do seu animal de estimação, significa também que estamos tendo controle sobre a situação”, afirma a médica Sandra Magali, secretária de Saúde da cidade. Ela também chama atenção para o armazenamento correto de água, quando necessário: “Nestes dias de falta de água, recebemos denúncias e confirmamos o armazenamento incorreto de água. O recipiente precisa ser fechado para não dar chance ao mosquito de se reproduzir”, adverte.
A Vigilância em Saúde monitora diariamente os dados e, em caso de confirmação, a casa da pessoa é visitada pelos agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) que verificam a situação de possíveis criadouros e, se for necessário, é feita a nebulização, que só mata o mosquito que já está voando, não mata a larva, que somente será eliminada a partir dos cuidados do morador com os possíveis locais em que a água fique parada. Na semana passada e nesta semana, foram feitas nebulizações no bairro Pinheirinho e Jardim Mimás.
Nos meses de março e abril, o Governo da Cidade de Embu das Artes lançou a campanha Dengue, se tá limpo não tem mosquito para conscientizar os moradores do município sobre a necessidade de evitar o acúmulo de lixo e entulho dentro e fora das casas, que contribuem para a proliferação do mosquito que transmite a doença.
A dengue é uma doença grave que pode matar. O tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias, e o intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É só depois desse período que os sintomas aparecem. Geralmente os sintomas se manifestam a partir do 3° dia depois da picada do mosquito.
É importante colaborar, mantendo a caixa d'água sempre coberta; as calhas limpas para que a água possa escoar, não deixar água da chuva se acumular em lajes e quintais, colocar areia nos pratinhos dos vasos de plantas, guardar as garrafas sempre de cabeça para baixo, não deixar acumular água nos pneus, manter a lixeira sempre fechada e não jogar lixo nas ruas.
As pesquisas revelam que 80% dos criadouros do mosquito estão no quintal das casas, escondidos em garrafas, entulho, pneus, vasos de plantas e diversos outro recipientes, inclusive no lixo. Os agentes do CCZ já detectaram larvas do mosquito até em latas de tinta à base de água.
Atenção para os principais sintomas da dengue: febre alta com início súbito, forte dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda do paladar e apetite, manchas e erupções na pele (parecidas com o sarampo), náuseas e vômitos, tonturas, extremo cansaço, moleza e dor no corpo e muitas dores nos ossos e articulações.
Em caso de suspeita, fique em repouso, beba muito líquido e vá a uma unidade de saúde. Jamais tome remédios sem prescrição médica.

jose

sinto em informar que essas i nformações são totalmente erradas,é preciso que o o povo tenha mais responsabilidade e tome cuidado.são bem mais casos que o informado e o governo não tem condições de combater e nem de controlar o mosquito e nem estrutura para lidar com uma epidemia.a dengue mata.

20/08/2017

Prefeito Jorge Costa assina convênio para Rede Municipal de Saúde

O prefeito de Itapecerica da Serra, Jorge Costa esteve no dia 15 de agosto no Palácio dos...

17/08/2017

Clínica Médica oferece curso gratuito para gestante em Taboão da Serra

08/08/2017

Menos de 4% dos médicos denunciados aos conselhos perdem seus registros

O Conselho Federal de Medicina (CFM) foi criado em 1951, inicialmente com competência para fazer...

06/08/2017

Programa Fila Zero: Saúde de Embu das Artes no caminho certo

O Programa Fila Zero foi lançado em julho deste ano, por intermédio de um contrato assinado com...

31/07/2017

Dermatologista da Clínica São Bento dá dicas para manter a pele bonita

O inverno finalmente chegou para quem aprecia os dias de baixas temperaturas.  O que a maioria...

28/07/2017

Nova/sb faz campanha de combate às hepatites virais para Ministério da Saúde

Hoje, Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, o Ministério da Saúde começa a veicular...

26/07/2017

Unidades de saúde de Embu intensificam vacinas nesta semana

Até dia 28 de julho, seguindo determinação da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, as...

26/07/2017

Clínica São Bento e prefeitura de Embu fecham parceria para zerar filas de exame

 

Com o objetivo de diminuir o tempo de espera dos moradores para a realização de...

19/07/2017

Brasil terá fábrica de testes de zika e chikungunya

O laboratório alemão EUROIMMUN, líder mundial em diagnóstico autoimune e o único no Brasil a...

21/08/2017

UniVesp será inaugurada nesta quinta-feira em Embu das Artes

A UniVesp Embu das Artes será inaugurada na quinta-feira (24/8), às 19h, no Parque Francisco...

21/08/2017

Sabesp informa que voltará a atender no antigo endereço em Itapecerica da Serra

A partir do dia 28 de agosto, a Sabesp volta a atender no antigo endereço:
Rua São João nº 89 –...

21/08/2017

OAB Taboão promove palestra sobre perícia criminal nesta terça

Na próxima terça-feira, dia 26, às 19 horas, acontece no auditório da TaboãoPrev  - Taboão da...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.