Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Pedrinho da Força realiza o 1° mutirão de emprego em Embu Guaçu

Por Ane Greice Passos | 21/04/2014

multirao__2

Divulgação Assessoria de imprensaPedrinho da força esclarece e ressaltou ainda que um dos maiores problemas para quem mora em Embu-Guaçu é a distância e a falta de transporte público de qualidade

Conseguir emprego em Embu-Guaçu e região não é uma tarefa fácil. Devido as leis de manancial, a distância e problemas com condução, é difícil a busca por trabalho de munícipes desempregados ou jovens em seu primeiro emprego. Vendo a necessidade da comunidade Pedro Nepomuceno Filho (Pedrinho da Força) e o vereador e professor Colle, realizaram o 1° mutirão de emprego na cidade de Embu Guaçu.

Realizado no dia 26 de março, no Centro Cultural, o munícipio de Embu Guaçu recebeu o 1° mutirão de emprego que reuniu cerca de 300 pessoas. Com vagas para vigilante, portaria e atendentes de redes fast foods, a ação empregou mais de 100 pessoas da cidade.

Mesmo com um retorno tão positivo, um dos organizadores do mutirão Pedrinho da Força, acha que a cidade de Embu-Guaçu tem muito no que melhorar para os munícipes e com o índice de emprego que está crescendo a cada dia.

“Eu achei muito positivo o mutirão, mas ao mesmo tempo que eu fico feliz, eu fiquei triste. Por saber que tanta gente está desempregada. Nossa cidade não tem emprego e outro problema é o transporte público que não dá condições para as empresas contratarem funcionários de Embu-Guaçu”, disse Pedrinho.

O mutirão conseguiu empregar 42 vigilantes, 27 atendentes de fast foods e 40 auxiliares de limpeza. Todas as vagas são para empresas próximas a Embu-Guaçu, no Largo Socorro e Largo Treze.

Pedrinho ressaltou ainda que um dos maiores problemas para quem mora em Embu-Guaçu é a distância e a falta de transporte público de qualidade. Esse é um dos fatores que pesam na hora da empresa contratar um profissional da cidade

Realizador de vários projetos sociais na cidade, Pedrinho deixou uma reflexão para os empresários de todo o país e pediu que jovens que procuram o primeiro emprego tenham um olhar diferenciado. 

“O problema não é só nossa região, é o 1° emprego, porque as empresas pedem experiências, mas como vai ter experiência se eles nunca trabalharam? Os próprios empresários tem que ter consciência que as pessoas precisam de oportunidade”, finalizou.

O próximo mutirão de emprego de Embu-Guaçu está previsto para o mês do trabalhador, em maio, e de acordo com os organizadores o evento pretende ofertar mais oportunidades de emprego para os moradores da cidade.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.