Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Familiares de jovem pedem elucidação da sua morte e punição dos culpados

Por Sandra Pereira | 30/03/2014

fernando

DivulgaçãoRapaz foi encontrado morto no km 35,5 do rodoanel em Embu das Artes 

Já faz uma semana que os familiares e amigos do jovem Fernando Martins amargam a dor da perda precoce do rapaz de apenas 21 anos. A morte dele está cercada de mistérios que intrigam os familiares. Eles pedem que os assassinos do jovem sejam identificados e punidos. A família luta para entender as razões da morte do rapaz encontrado no km 35,5 do rodoanel Mário Covas, em Embu das Artes, no sentido de Itapecerica. A provável causa da morte do jovem é atropelamento. O sepultamento aconteceu em caixão fechado e o reconhecimento do corpo se deu por meio da impressão digital. O jovem era morador do bairro do Campo Limpo, na capital paulista. 

Os familiares querem o esclarecimento dos fatos nas últimas horas de vida de Fernando Martins, que segundo eles, não bate com os depoimentos daqueles que estiveram com o rapaz na noite em que ele morreu. Fernando trabalhava desde cedo e tinha bons antecedentes. 

“Estamos desesperados e com muitas dúvidas. Acreditamos que o Fernando foi assassinado. Não tem como chegar ao Rodoanel a pé. Para nós ele foi jogado de um veículo em movimento. Clamamos por justiça e não sabemos como agir, pedimos ajuda pra não deixar assassinos impunes”, desabafa uma prima do rapaz que pede pra não ser identificada. 

No último domingo, 23, Fernando Martins saiu da residência de um primo para a casa de Show Bem Brasil, em Embu das Artes.  De acordo com uma prima dele o jovem não queria ir ao local, mas devido a insistência de um outro primo deles acabou cedendo. 

“Ficamos sem contato com o Fernando até a madrugada de segunda-feira (24). Até receber uma ligação dele por volta das 2h53, pedindo para outro primo dele ir buscá-lo. Quando o primo chegou no lugar informado não encontrou mais ele”, afirma a jovem. 

Para ela a história está muito mal contada. A mãe da namorada de Fernando relatou que o jovem ligou para a casa dela antes de morrer afirmando que estava em um veículo no rodoanel e contando que havia muitos caminhões passando pelo local. A mulher teria ouvido o barulho dos caminhões passando. 

“Pra nós o Fernando foi jogado da ponte ou de um veículo em movimento. Até o momento a família não conseguiu ter acesso as câmeras localizadas no rodoanel. Só assim vamos saber quem levou ele até lá”, disse. 

A jovem relatou que um dos suspeitos é amigo do primo da vítima. De acordo com ela, esse suspeito  e outras pessoas teriam prestado depoimento  após muita insistência da família e amigos. 

“O fato é que a versão sempre é alterada por todos os “suspeitos” eles agiram de forma fria e não cooperaram de forma nenhuma. Duas meninas que estavam com Fernando e os três amigos, disseram que viram ele entrando no carro de um dos suspeitos. Este por sua vez falou que “veio sozinho”, depois falou “que veio com um amigo” e ainda disse “que não lembrava de nada” (SIC)”, relata, acrescentando que a família do jovem vai lutar até o fim pela elucidação do caso.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.