Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Após ordem judicial agentes penitenciários de Itapecerica recebem detentos

Por Ane Greice Passos | 20/03/2014

greveitapdentro

Genildo RochaAgentes penitenciários autorizam entrada dos detentos após ordem judicial 

Ainda em greve os agentes penitenciários do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itapecerica da Serra, tiverem que receber os presos trazidos pela Policia Civil. O delegado de Itapecerica veio até o local nesta quinta-feira, 20, com uma ordem judicial e caso a entrada dos detentos fosse proibida seria dada voz de prisão para os agentes penitenciários. Veja Fotos

Os servidores judiciários estão em greve por melhorias nas condições de trabalho. Eles estiveram no palácio do governo mas não houve acordo. A decisão do governo é só negociar com a categoria se a greve for encerrada.

“A categoria servidor penitenciário é soberana, não tem sindicato mantendo. Esse negócio de pressão que o governo fez, ele está mexendo no nosso direito constitucional. Eu quero que a sociedade compreenda que esse foi o nosso último recurso”, disse José Ricardo Misiano servidor público e diretor  de sindicato.

Juntamente com os grevistas José Ricardo luta por melhorias de trabalho e aumento salarial. Ele revela que por conta da paralisação  estão sendo ameaçados com prisão e processo administrativo.

“Muitos agentes estão falando em ameaças de processo administrativo caso prevaleça a greve. E como nós ficamos? Somos chefes de famílias, estamos cansados de deixar nossas famílias pelo governo. Como vamos devolver um cidadão que está preso de volta para a sociedade, se não conseguimos realizar nosso trabalho? Eles querem estudar e muitas vezes não podem”, afirmou.

Outro agente penitenciário, que não quis se identificar, falou para o Jornal na Net sobre os riscos que assumem com a greve, dentro e fora do cadeião e afirmou que não estão atrapalhando o funcionamento da unidade. O agente chegou a comentar sobre as ameaças de prisão caso prevaleça a greve e as acusações de resistências.

“Em relação a resistência é engraçado, porque somos quatro agentes. Há alguns dias a polícia militar mandou 30 oficiais para tirar cinco ou seis grevistas. Nós estamos com a capacidade 3 vezes maior do que comporta. Nossa cadeia está saturada há muito tempo”, disse.

De acordo com os grevistas será realizada uma assembleia nesta quinta-feira, 20, onde será resolvida a permanência ou não da greve. Caso seja decidido pela prevalência da greve os agentes irão decidir se terá ou não visitas no próximo fim de semana, no momento eles não pretendem interferir nos direitos dos presidiários.

“A vontade soberana é continuar com a greve. E sobre a possibilidade de visitas, queremos que eles tenham sim, porque nossa greve não é sobre os presos, familiares, polícia civil, militar ou fóruns. A nossa greve é para acatar as reivindicações da classe”, afirmou.

Um dos  delegados que estiveram no CDP acompanhando alguns presos, afirmou que a decisão judicial determina o recebimento dos presos.

“Eles serão conduzidos até a delegacia e irão responder por crime de desobediência. A greve foi considerada irregular nesta liminar. E em todo o estado, enquanto estiver a decisão Judicial, os agentes poderão ser detidos”, disse o delegado de Itapecerica Valter Galdino

Além da possibilidade de prisão dos agentes penitenciários, caso proíbam os detentos de entrar no cadeião, um funcionário falou que ele e seus colegas estão sendo ameaçados pelo diretor do presidio, caso prevaleça a greve.

“O diretor da nossa unidade falou que vai fazer um boletim de ocorrência e se o juiz de Itapecerica autorizar dará ordem de prisão para os agentes. E olha que somos apenas quatro funcionários”, explicou.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.