Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Alunos reclamam de goteiras em escola estadual de Taboão

Por Sandra Pereira | 17/03/2014

escola

DivulgaçãoAlunos filmaram e fotografaram salas de aula cheias de goteiras no teto

Em dias de chuva assistir aula é uma missão quase impossível para alunos de duas das mais de 10  salas de aula da escola estadual Antônio Ruy Cardoso, localizada no Jardim Salete, em Taboão da Serra. De acordo com a diretora da escola, Paula Silva e o departamento de obras da Diretoria de Ensino de Taboão da Serra a Antônio Ruy Cardoso foi reformada recentemente e desde então, quando chove mais forte o problema ocorre. Ambas garantem que a empresa responsável pela obra vai resolver a questão.

Os estudantes contam que as goteiras no teto das salas tiram o sossego dos alunos e professores e cada um faz como pode para fugir do problema. Mesmo assim os relatos dos estudantes apontam que é comum a água fica acumulada no piso e nas carteiras por conta das goteiras.

Na sexta-feira, 14, durante a chuva estudantes flagraram e registraram goteiras molhando duas das mais de 10 salas que existem na escola. 

“Quando chove cada um se vira como pode. Se aperta no canto da sala, muda de lugar, procura ficar na parte seca. Todo mundo faz o que dá e os professores também”, revela um aluno do ensino médio.
O outro lado

A diretora da escola Antônio Ruy Cardoso, Paula Silva, confirmou o problema. Ela disse ao Jornal na Net que a escola foi reformada recentemente e desde então quando chove mais forte aparecem goteiras no teto. Segundo ela o problema já foi informado por meio de ofício para a Diretoria de Ensino de Taboão da Serra.

“Temos tudo documentado. Enviamos ofício informando o problema e estamos aguardando a solução. Na última chuva forte que tivemos esse problema das goteiras aconteceu mesmo”, disse a diretora.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.