Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

DeFau garante que animais do Parque das Hortênsias não são maltratados

Por Ane Greice Passos | 14/03/2014

zoo

Jornal Na NetParque das Hortênsias é uma das poucas opções de lazer que a população de Taboão da Serra e região possuem.

O ZOO instalado no Parque das Hortênsias em Taboão da Serra, virou alvo de várias manifestações e opiniões divididas sobre o seu fechamento. Em meio a tantas polêmicas a Secretaria do Meio Ambiente, por meio do Departamento de Fauna (DeFau), esclareceu em nota que não existe nenhum problema com o tratamento ou alimentação dos animais e sim uma necessidade de adequação da prefeitura nos recintos e protocolos de segurança do Parque.

Ainda em nota o DeFau esclareceu que, “embora haja evidente necessidade de readequação dos recintos (uma das razões do TAC), não há, contudo, alimentação inadequada, tampouco falta de profissionais capacitados para o tratamento dos animais, todos eles em idade muito avançada”.

A declaração realizada pelo órgão do Meio Ambiente, contradiz os ativistas que protestam no local há semanas, pedindo o seu tombamento e transferência dos animais devido a maus tratos. 

Os moradores, que utilizam o parque como única opção de lazer para passear com os filhos em fins de semana, férias e feriados, discordam dos ativistas que pedem que o ZOO seja tombado. Para os munícipes o local deve ser reformado.

A DeFau afirmou ainda em nota, que em 2011 a prefeitura de Taboão da Serra foi advertida sobre a necessidade de adequação dos recintos e protocolos de segurança (cambiamento, corredor de segurança, ajuste das telas e distância entre os animais e o público, entre outros) e em janeiro de 2012, foi assinado um requerimento que dava o prazo de 18 meses para cumprimento total das exigências.

Em 2013, já com o governo Fernando Fernandes, e com a data estabelecida se esgotando. O prefeito e sua a nova gestão solicitou um novo prazo para adequação das instalações. 

O local acabou sendo fechado em fevereiro de 2014, não por maus tratos aos animais e sim para cumprimento do TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, cabendo ao DeFau/CBRN à fiscalização.

“Fundamental ressaltar que não houve morte de animal algum por maus tratos. Havia no Zoológico somente dois leões: uma fêmea (viva e bastante idosa) e um macho que faleceu em função da avançada idade”, destacou a nota do DeFau.

Mesmo com toda polêmica o zoo do Parque das Hortênsias continua sendo bastante frequentado por moradores de Taboão da Serra e região. O local é considerado que possuem poucas opções de lazer.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.