Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Governo de Embu lança campanha para conversar com homens sobre violência doméstica

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 13/03/2014

cadeiia

Prefeitura de Embu das ArtesCampanha para conversar com os homens sobre violência doméstica

Na tarde de ontem, 12/3, o Centro Cultural Santo Eduardo foi palco para o lançamento de uma campanha inédita do governo municipal. A campanha: “Quem ama não mata, não agride e não maltrata” faz parte das atividades planejadas pelo governo em celebração ao mês da mulher e, este ano, traz o homem como foco principal.

Para o mês de março, estão previstas ações de conscientização como caminhadas e a abordagem, principalmente de homens, em bares e comércios locais para a distribuição de folhetos e cartazes sobre o enfrentamento à violência contra mulher. A primeira delas está marcada para 14/3, às 13h30, com saída do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Centro, em frente à prefeitura.

O evento de lançamento foi aberto oficialmente com a entoação do Hino Nacional pela cerimonialista do Governo, Ana Helena Cândido, com percussão de Élcio Dias. Durante o encontro, autoridades como a secretária interina de Assistência Social, Trabalho e Qualificação Profissional, Roberta Santos, a coordenadora do Centro de Referência ao Idoso (CRI) e do Centro de Referência da Mulher (CRM), Lúcia Gusson, o presidente da Câmara Municipal, Doda Pinheiro e as vereadoras Rosana Almeida e Dra. Bete, participaram de uma conversa sobre violência com a população.

Roberta Santos iniciou sua fala lembrando o episódio que deu origem ao Dia Internacional da Mulher, em 8 de março de 1857, onde operárias de uma empresa têxtil, morreram carbonizadas durante uma manifestação em busca de melhores condições de trabalho: “Essas mulheres morreram por lutar pelos seus direitos. A partir daí o mundo começou a olhar pouco a pouco para as mulheres. Alcançamos direitos, como o direito de votar e sermos votadas, mas ainda precisamos alcançar muitos outros”.

A secretária também ressaltou o aumento no número de vítimas de violência atendidas no CRM de 2012 para cá e lamentou um episódio vivenciado na cidade: “A pouco tivemos conhecimento de um caso onde uma moradora do Jardim São Marcos foi estrangulada pelo seu companheiro. A violência está mais próxima do que imaginamos e, muitas vezes, ela é praticada por pessoas dos nossos círculos sociais, não podemos ficar inertes a isso”.

O presidente da Câmara Municipal, Doda Pinheiro, destacou em sua fala a importância da participação feminina na política e pediu um minuto de silêncio em protesto contra quem comete violência contra a mulher.

Lúcia Gusson, coordenadora do CRM, lembrou o engajamento da atual gestão na construção de Políticas Públicas para mulheres e do comprometimento com os direitos humanos: “Fazemos parte de um governo atuante e que levanta a bandeira dos direitos humanos, mas, infelizmente é preciso lembrar que essas medidas são necessárias porque ainda existe a discriminação e a violência e é contra isso que precisamos lutar”.

Segundo dados apontados pela coordenadora do CRM o número de vítimas atendidas pelo Centro de Referência da Mulher de Embu das Artes, em 2013, foi de 1741 mulheres. Entre elas: 468 vítimas de violência física, 432 vítimas de violência psicológica, 415 vítimas de ameaças, 65 vítimas de violência sexual, 54 vítimas de injúrias e 25 vítimas de privação patrimonial.

O encontro também contou com a apresentação do grupo teatral Átomo, de Taboão da Serra, e com a presença dos vereadores Jabá do Depósito, Carlinhos do Embu, Clidão do Táxi, Gilvan da Saúde, Gilson Oliveira, João Leite, Luís do Depósito e Edvânio Mendes.

Descobrindo o problema

Patrícia Maria da Silva Albuquerque é pernambucana, saiu da casa dos pais aos 10 anos, por não aceitar as condições de submissão a que era submetida. Aos 11 anos veio para São Paulo e aos 16 se casou. Hoje, aos 38 anos, mãe de dois filhos e casada há 22, conta como o CRM a ajudou a encontrar a solução para um problema desconhecido: “Eu sentia uma angústia mais não sabia o que era. Fui vítima de violência psicológica e moral por muitos anos e se não fosse o apoio que recebi no CRM até hoje não teria percebido o que estava acontecendo”.

Mesmo nunca tendo sido agredida fisicamente pelo marido, Patrícia confessa que recebia ofensas e não sabia como reagir a isso: “Eu só consegui expor o que eu sentia e assumir que eu era vítima de violência após um ano de acompanhamento com psicólogos. No CRM aprendi  a assumir meu posto de cidadã e a me impor. A violência não é feita apenas com tiros ou facadas, ela também pode ser praticada com palavras mas, se não for combatida, pode caminhar para algo irreversível”.

Após ser acompanhada pelos profissionais do CRM, Patrícia resolveu por um basta em seu sofrimento e se separar do agressor. Mesmo separada ela continuou acompanhando a rotina do ex-marido e após onze meses de separação Patrícia aceitou reatar seu relacionamento e explica a decisão: “As coisas mudaram bastante desde que eu tomei a iniciativa de me separar. Desde o começo ele deixou claro que as portas estariam abertas se eu quisesse voltar, eu hesitei, mas aceitei a proposta depois que ele começou a se tratar com um psicológico. Foi um grande passo”.

Centro de Referência da Mulher Inês Israel dos Santos

O Centro de Referência a Mulher (CRM) de Embu das Artes foi criado em 2001 e leva o nome da militante pelos direitos das mulheres e ex-moradora do Parque Pirajuçara, Inês Israel dos Santos. Morta, em 1987, por uma bala perdida durante um confronto entre polícias e bandidos.

O CRM tem por objetivo oferecer apoio e subsídio para que a mulher e sua família possam lutar por seus direitos, buscando auto-afirmação e fortalecimento da sua identidade. Desde 2010, localizado na Rua Dona Bernadina, 37, Jardim Arabutan, o CRM é responsável pela acolhida, escuta e atendimento das mulheres vítimas de violência. Lá, as vítimas podem encontrar apoio psicológico, social e jurídico. O serviço é gratuito e o CRM funciona de segunda a sexta-feira das 7h às 17h. Mais informações: 4704-0238.

27/04/2017

Taboão começa a elaborar Plano de Mobilidade em audiência pública no Cemur

Atendendo a Política Nacional de Mobilidade Urbana e a Lei 12.587/2012, que estabelece a...

26/04/2017

Bom Prato de Taboão abre as portas superando expectativas e com elogios

O restaurante popular Bom Prato Taboão da Serra abriu suas portas ao público nesta quarta-feira,...

25/04/2017

Conseg Monte Alegre fará reunião no Intercap para debater segurança na região

Instrumento importante de participação popular em favor da Segurança Pública a reunião mensal da...

22/04/2017

Engenheiro  desaparecido em Itapecerica da Serra é localizado em Curitiba

O engenheiro Cláudio Silvestre Rodrigues, morador de Itapecerica da Serra, que estava...

21/04/2017

Família de engenheiro de Itapecerica cria força tarefa para localizá-lo, ajude!

Uma verdadeira força tarefa formada por familiares, integrantes da Polícia Militar e da Guarda...

16/04/2017

Taboão da Serra realizou 61ª encenação da Paixão de Cristo com inovações

O público emocionado e atento assistiu a 61ª encenação da Paixão de Cristo de Taboão da Serra,...

13/04/2017

Joice Silva e Johnatan Noventa visitam Casa dos Velhinhos Santa Terezinha

“Aqui é um cantinho de céu. E aquelas duas moças são dois anjos”. Foi com essa frase, dita com...

13/04/2017

Nova balada sertaneja em Taboão estreia com show de Helena

Um dos bares mais agitados de Taboão da Serra, localizado Rua José Maria, 123, no Parque...

10/04/2017

3º Encontro de Autismo em Taboão teve público recorde e palestras de alto nível

Com participação de público recorde, palestras de nível elevado e a presença maciça de...

27/04/2017

Justiça concede liminar para tentar barrar greve geral em ônibus e metrô

Numa tentativa clara de barrar a greve geral contra as reformas da Previdência e Trabalhista,...

27/04/2017

Câmara aprova proposta de reforma trabalhista; texto segue para o Senado

Após quase 14 horas de sessão, a Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada desta quinta-feira...

27/04/2017

Taboão começa a elaborar Plano de Mobilidade em audiência pública no Cemur

Atendendo a Política Nacional de Mobilidade Urbana e a Lei 12.587/2012, que estabelece a...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.