Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Liminar que derrubou Estatuto do Magistério impede aumento do piso dos professores em Taboão

Por Sandra Pereira | 8/06/2010

camara_5.jpg

Votação do Estatuto do Magistério lotou a Câmara Municipal de Taboão

A liminar obtida pelo Sindicato dos funcionários públicos de Taboão da Serra junto a 2º Vara Civil anulando a Aprovação do Estatuto do Magistério, aprovado há pouco mais de 15 dias pela Câmara Municipal, impede que os professores formados em pedagogia recebam o piso salarial de R$ 1.365,00. O piso constava na tabela de vencimentos aprovada junto com o Estatuto e caiu junto com a liminar. Além do aumento do piso outros avanços conquistados pela categoria não poderão ser concretizados imediatamente por conta do impasse jurídico.

Na prática, pra perceber atualmente R$ 1.365,00 de salário o professor teria que ter uma série de benefícios acumulados. No novo estatuto esse valor seria o salário inicial. Atualmente, o salário médio dos professores da cidade gira entre R$ 700,00 e R$ 900,00.

Além disso, os professores teriam direito a dois tipos de progressão denominada de horizontal e vertical. Uma delas em função dos cursos de qualificação e a outra seguindo o critério de presença e produtividade.

Com a anulação da votação do novo estatuto passou a vigorar  o anterior, considerado retrogrado pela categoria e repleto de vetos. O departamento Jurídico da prefeitura de Taboão tenta derrubar a liminar para garantir o aumento do piso na cidade.

A polêmica em torno do Estatuto do Magistério é tão grande que divide a categoria. A Comissão de professores da rede municipal eleita para discutir e elaborar o documento em conjunto com a prefeitura e os vereadores da Comissão de Educação da Câmara se disse satisfeita com o novo documento. “Não conquistamos 100% mas avançamos muito em relação ao estatuto anterior”, afirmou uma professora membro da Comissão.

Ela contou que durante toda a semana anterior a votação a comissão trabalhou duro na elaboração do documento. O presidente da Comissão de Educação da Câmara, vereador Cido da Yafarma confirma que a comissão eleita pelos professores participou ativamente da discussão sobre o novo estatuto da categoria.

Ele disse ainda que chamou uma audiência pública para discutir o estatuto junto com os professores, e, que a audiência aconteceu no sábado anterior a votação e contou com a participação de vários professores.

“O documento inicial que recebemos tinha vários problemas que conseguimos reverter junto com a categoria. O resultado final foi um estatuto equilibrado, com vantagens visíveis como a progressão salarial e o plano de cargos e carreiras”, garantiu, acrescentando que só não participou da audiência os professores que não puderam ou não quiseram.

Um dos pontos considerados polêmicos por vários professores é o critério de pontuação das faltas, a partir o qual os professores teriam que justificar todas as faltas com atestado ou qualquer documento que comprove a ausência justificada. Enquanto os professores reclamam dessa medida os pais de alunos consideram ela necessária.

jota silva

o estatuto está cheio de erros. Na reunião que ocorreu no sábado antes de ser votado, o vereador Wagner foi alertado dos erros por professores que leram com atenção o estatuto...Porém nada foi mudado....O estatuto tira direitos dos professores e não acrescenta mais nada...Beneficia os livres nomeados e justifica contratações sem concurso. Acaba com as faltas abonadas, com a LIcença Prêmio e impede que o professor tenha evolução salarial compatível (pois ela dependerá de uma Comissão formada por pessoas ligadas aos políticos e só depois de 3 anos de atuação do profissional)... Gastaram milhares de reais para fazer um Estatuto que ao invés de beneficiar, só prejudica...

ELLEN

Sou professora da rede e tenho ciencia de que o tempo todo fomos representados por uma comissão de professores que trabalharam duro na elaboração do novo estatuto. Também devemos considerar que por várias vezes respondemos questionárioos que pediam o registro das nossas reivindicações. estes foram enviados a nossa secretaria de educação.Cabe lembrar que não somos a maioria no sindicato, que a muito tempo deixou de nos representar com verdade.

Daniely

Bom, daí ficamos dividos. Como alunos queremos sempre o melhor para os nossos professores, assim como queremos um ensino qualificado, que nos sirva beneficamente. Alguns dizem que o este "projeto" quer tirar alguns 'beneficios' dos professores que já atuam nesta área a bastante tempo, outros que irá beneficiar os novos professores. Então eu, peculiarmente não sei que lado ficar, pois tem muitas coisas obscuras ainda. Fica aqui minha indagação e tbm minha compreensão, que se for de fato para a melhoria do sálario desses mestres, enfim o ensino de maneira geral que seja vigorada , se não, que seja extraída. Daniely

22/06/2017

Greve de professores da rede municipal de ensino já ultrapassa 50 dias

Professores da rede municipal de ensino ainda não entraram em acordo com a prefeitura e...

18/06/2017

Jornalista Gregório Bacic ministra palestra a professores do Nigro Gava

Professores da Escola Estadual Professora Maria Aparecida Nigro Gava, no Parque Pinheiros, em...

12/06/2017

Escolas da rede municipal de Taboão, Embu e Itapecerica realizam festa junina

Olha a chuva... É mentira! Olha a cobra... É mentira! O mês de junho é conhecido pela...

11/06/2017

Taboão da Serra ganha unidade do Centro Brasileiro de cursos (Cebrac)

Moradores de Taboão da Serra que buscam ingressar e ou conseguir cargos melhores no mercado de...

11/06/2017

Sistema EJA está com inscrições abertas para o segundo semestre

Os jovens e adultos que não terminaram os estudos e querem retornar às salas de aula já podem se...

11/06/2017

Mais de 7 mil professores aprovados em concurso são convocados em SP

Mais de 7 mil professores aprovados no maior concurso do magistério paulista poderão escolher as...

08/06/2017

Febre Amarela e Dengue são pautas para alunos da EMEF Rachel de Queiroz

A direção da EMEF Rachel de Queiroz criou um Jornal Escolar que tem como foco central o...

03/06/2017

Escolas Estaduais de Embu das Artes recebem programa de educação ambiental

Em parceria com a Diretoria de Ensino da Região de Taboão da Serra, a ONG Sociedade Ecológica...

30/05/2017

Anhanguera disponibiliza vagas de emprego e qualificação em Taboão

No dia 8 de junho, das 10h às 19h, as unidades da Anhanguera de Taboão da Serra e outras...

30/05/2017

Faculdade FECAF apoia o esporte profissional em Taboão

Como visto no Globo Esporte (Rede Globo), da última quinta-feira (25), a Faculdade FECAF apoia o...

23/06/2017

Vereadores de Itapecerica pedem criação de 3º Companhia da PM

A segurança pública vem sendo tema frequente durante as sessões na Câmara Municipal de...

23/06/2017

Inverno chegou, vai fazer frio, mas temperaturas estarão na média

E o frio chegou, o inverno começou as 01h24 desta quarta-feira (21), para quem gosta de frio já...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.