Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Prefeito Chuvisco fala sobre cassação e prestação de contas eleitorais em Itapecerica

Por Ane Greice Passos | 25/02/2014

chuviscodentro

Jornal Na NetPrefeito Chuvisco fala sobre o processo de cassação e as ações da oposição contra seu governo

Pela primeira vez o prefeito de Itapecerica da Serra, Amarildo Gonçalves, falou sobre o processo de cassação que está sofrendo sob a alegação de captação ilícita de sufrágio. Segundo o político a denúncia não possui fundamento pois ele não estava presente na reunião e o prefeito que ocupava o cargo, Jorge Costa, era contrário à sua candidatura. Chuvisco falou também sobre supostas irregularidades nas contas eleitorais, as especulações e acusações da oposição sobre o seu governo. 

Em seu primeiro ano de mandato o prefeito de Itapecerica da Serra passou por momentos difíceis. Chuvisco atualmente responde uma ação de cassação, referente a uma reunião realizada com estagiários no Hotel Del Verde, durante o período de campanha eleitoral. Na ocasião o prefeito Jorge Costa e a então secretária de Educação Soraia Regina teriam pedido votos para o candidato, sem a sua presença no encontro. (Relembre)

O atual prefeito se diz confiante sobre o julgamento e acredita que será inocentado das acusações. Ele garante não guardar nenhum tipo de rancor contra a juíza da cidade. Segundo a magistrada está fazendo apenas o seu trabalho.

“Sobre o processo de cassação, nós estamos esperando o resultado do TRE. Concordo com a decisão da Justiça, porque eles estão lá para investigar os papéis, e nós vamos provar realmente que o que aconteceu não tem nada a ver conosco”, disse.

“Não posso fechar a boca de ninguém, mas eu não estava presente e não sabia. Então nós estamos provando que não temos culpa e não tem nenhum tipo de jurisprudência que diz, que quem não estava presente pode ser condenado. Principalmente no nosso caso”, afirmou.


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) suspendeu no dia 9 de janeiro a sentença que cassou o mandato de Amarildo Gonçalves e da vice-prefeita Regina Corsini. Na ocasião foi acatada uma ação cautelar para atribuir o efeito suspensivo da decisão da juíza eleitoral de Itapecerica da Serra, Patrícia de Assis Ferreira Braguini, que julgou parcialmente procedente a ação movida contra ambos. (Relembre)

Chuvisco também relatou ao Jornal na Net  o problema que está enfrentando na contabilidade da sua campanha. Ele alega que as questões contestadas referem-se a um erro contábil. 

Segundo o prefeito irregularidade apontada se refere a R$ 600,00, que teriam sido lançados incorretamente antes da abertura da conta de campanha. Ele afirmou que será necessário fazer uma ressalva sobre esse valor e destacou que essa acusação foi uma manobra política dos adversários

“São especulações dos adversários políticos. Eles ficam preocupados com a minha conta e esquecem que, por exemplo, a conta do meu adversário já foi julgada improcedente, irregular e sem recurso. Esse realmente está inelegível”, afirmou.

O prefeito de Itapecerica da Serra destacou ser ficha limpa em seus mais de 20 anos de política e comentou os processos de seu adversário, Erlon Chaves. “Esse cidadão tem mais de vinte processos, fora as investigações, mas é oposição e a gente respeita”, completou.

Sobre a possibilidade de uma medida judicial contra o ex-candidato Erlon, o prefeito Chuvisco foi enfático em dizer que não pretende entrar em discussões diretas, e sim tomar medidas na área judicial: por falso testemunho, calúnia e difamação.

“Acho que não é justo você ser caluniado por algo que não deve. A coisa mais fácil é você levantar falso testemunho, o difícil é você provar. A nossa vida é de trabalho, se você verificar minha família vai saber que somos pessoas do bem, conseguimos nossas coisas pelo nosso trabalho”, finalizou o prefeito.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.