Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

“Essa é a maior seca dos últimos 84 anos”, diz Chico Brito

Por Ane Greice Passos | 11/02/2014

chicobritodentro

Jornal Na NetPrefeito e presidente da Hidrográfica Pinheiros-Pirapora/Alto Tietê, Chico Brito fala sobre medidas de economia de água e compromisso das prefeituras, Sabesp e moradores.

O prefeito Chico Brito falou em coletiva de imprensa sobre a importância de economizar água e o compromisso que a Sabesp, prefeituras e cidadãos precisam ter para evitar o racionamento em São Paulo. Presidente da Hidrográfica Pinheiros-Pirapora/Alto Tietê, o prefeito de Embu das Artes aprovou uma moção, juntamente com o comitê, para que as prefeituras adotem uma ação que lide com essa problemática.

Em seu discurso Chico Brito ressaltou a importância do consumo consciente e da economia. “Não é possível que as pessoas varram a calçada com a mangueira, ou passe três horas lavando o carro. Água é um bem finito, tem limite. Nós do Brasil pensamos que a água não vai acabar nunca”, disse.

60% da água consumida em São Paulo vêm do sistema Cantareira, que é a região de Piracicaba e Jundiaí, por isso o custo para a cidade de São Paulo e outros municípios como Embu das Artes é muito alto. Mesmo o Brasil sendo rico em mananciais os reservatórios de água, principalmente o que abastece São Paulo, são limitados.

Chico Brito falou sobre o consume desenfreado e os problemas enfrentados devido a Sabesp não conseguir suprir a demanda. “O volume de água, normalmente, enviado por segundo é de 68 metros cúbicos, mas na semana passada foram consumidos 71 metros. Tivemos que fazer racionamento em algumas regiões para poder atender a demanda”, afirmou.

O prefeito destacou a importância da economia a longo prazo, não só em tempos de seca. “Essa é uma campanha permanente de melhor distribuição. A Sabesp tem que fazer um plano de melhoria. Essa é a maior seca dos últimos 84 anos da região metropolitana de São Paulo”.

De acordo com Chico Brito 25% da água, enviada para as residências, perdem-se pelo caminho devido a problemas com canos velhos e furados. Essa é uma problemática que deve ser trabalhada com a Sabesp, pois um quarto do abastecimento nem chega a ser consumido pelos moradores de São Paulo. 

O prefeito de Embu e Presidente da Hidrográfica Pinheiros-Pirapora/Alto Tietê, acompanha de perto a falta de abastecimento de água, que afeta principalmente Embu das Artes e é tema de constantes reclamações de moradores.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.