Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

MP vem a Taboão após denúncia feita por funcionário do Akira Tada em 2010

Por Sandra Pereira | 6/02/2014

multirao_papanicolau_interna

DivulgaçãoFuncionário do Akira denunciou más condições de trabalho em 2010

Um engenheiro integrante do Ministério Público (MP) esteve em Taboão da Serra nesta quarta-feira, 5, em diligência para apurar informações sobre uma denúncia feita em 2010 por um funcionário do então Pronto Socorro Akira Tada. O então servidor do Akira relatou ao MP condições insalubres para trabalhar no local e a falta de estrutura do antigo PS.  

Nesta quarta o engenheiro visitou o prédio onde funcionava o Akira e esteve na UPA para onde foi transferido o pronto atendimento que funcionava no local. Ele foi acompanhado pela secretária de Saúde, Raquel Zacainer, que detalhou como irá funcionar o prédio do antigo Akira após a reforma para se tornar centro de especialidades.  

“Tivemos um processo de 2010 por conta da denúncia de um funcionário relacionado às condições de trabalho que o Akira apresentava naquela época”, disse a secretária.

Raquel Zaicaner levou o engenheiro para conhecer a reforma, apresentou o novo projeto tanto da UBS como do antigo Pronto Socorro e contou ter mostrado  porque o Akira Tada foi fechado e os atendimentos transferidos para a UPA. 

“O engenheiro ficou impressionado com a capacidade de resposta do município”, contou a secretária.

O Akira Tada foi fechado em dezembro de 2013 e os atendimentos transferidos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), recém inaugurada, em frente ao Shopping. Segundo a prefeitura, o espaço onde funcionava o Pronto Socorro será um Centro de Especialidades para atender a demanda do município. 

O fechamento do Akira causou polêmica. Mas, segundo a prefeitura, o PS também era alvo de muitas reclamações e a estrutura não suportava o volume de atendimentos. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.