Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Feira de Embu das Artes completa 45 anos de existência

Por Assessoria de Imprensa | 3/02/2014

feira

Sandra PereiraFeira de Artes de Embu é uma das mais famosas de todo o mundo no segmento

A Feira de Embu das Artes completou 45 anos de existência no dia 31 de janeiro. O aniversário da feira foi celebrado  com uma confraternização no Centro Cultural Mestre Assis do Embu e a posse do Conselho Municipal de Cultura e do Conselho Gestor da Feira. Na mesma data o expositor mais antigo da feira foi homenageado. Durante a comemoração foi projetado vídeo com um pouco da história desses 45 anos da feira. 

Criada em 1969 a Feira de Embu das Artes é hoje uma das maiores feiras a céu aberto da América Latina. Conta com quase 600 expositores, Centro de Atendimento ao Expositor (Caex) e Conselho Gestor. Atraídos pela feira, chegam anualmente à cidade cerca de 1 milhão de turistas, que visitam o Centro Histórico, com conjunto jesuítico do século 17, Museu do Índio, Capela de São Lázaro, Memorial Sakai, calçadões e vielas bucólicas. Há ainda antiquários, lojas de móveis artesanais e galerias de arte. Ao vir à feira, além da compra de arte, artesanato e até de cães e plantas, o visitante dispõe de Praça de Alimentação, bons restaurantes, bares, docerias e cafés. Músicos e performistas se apresentam em diversos pontos do Centro Histórico. 

Antônio Martins, de 90 anos, 42 na Feira de Embu das Artes, na qual vende o artesanato de couro que produz, chega cedo para montar a sua barraca na Joaquim Santana, onde o filho João Antonio Martins também atua. Antonio produz e vende 50 pares de sandálias por semana, além de botas, cintos e bolsas. Faz parte do passeio a Embu das Artes a conversa com artistas e artesãos como Antônio, que conviveram com os pioneiros da feira, responsáveis pela primeira edição, por iniciativa de Assis do Embu. O movimento artístico incluía nomes como Sakai, Solano Trindade, Vicente Cândido, Raquel Trindade, Antenor Carlos Vaz, Azteca, Ester Rubakov, Cícero Teixeira, Nazareth do Embu e muitos outros. 

Segundo o prefeito Chico Brito foi a Feira que transformou os casarões antigos em restaurantes, antiquários e fortaleceu, através do tempo, a marca Embu das Artes. “Em 2011, nós fizemos o plebiscito justamente para consagrar essa história, que começou com a Feira. Feira. Pra mim é um orgulho muito grande participar deste momento dos 45 anos. Quero parabenizar todos os artistas que construíram essa história.” 

A eleição dos conselhos também tem significado diferenciado para Chico Brito: “Tanto o Conselho Gestor como o de Cultura (vinculado à Secretaria de Cultura, que ele criou) tem por objetivo garantir a participação da sociedade civil na definição dos rumos da política pública, em relação ao turismo e à cultura. A feira faz parte do atrativo turístico e a posse dos conselhos neste dia representa isso, o nosso desejo, a nossa vontade que a sociedade civil nos ajude a melhorar ainda mais a política de turismo e de cultura na nossa cidade”, declarou. 

A Feira de Embu das Artes funciona no domingo, das 9 às 18h. No sábado, parte dos expositores comparecem no mesmo horário. A cidade fica na BR 116.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.