Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Destruição, lamentos e protestos: o dia seguinte à enchente que devastou a região

Por Sandra Pereira | 24/01/2014

Bar_do_Roque

Luan AraujoTradicional na região do Clementino Bar do Roque ficou alagado

“Sabe como é deixar a casa de um jeito para trabalhar e voltar com ela toda revirada de ponta cabeça? Então, isso resume o que senti quando cheguei.” O relato de Alípio Guimarães, morador da Rua dos Milagres, no Campo Limpo, ao lado da ponte que divide São Paulo e Taboão da Serra, resume bem o sentimento dos moradores da região, após a enchente que da última quarta (22), que afetou diversos bairros de Taboão da Serra e Embu das Artes, além do bairro do Campo Limpo, na capital paulista. O rastro de destruição na divisa entre o Jardim Clementino e a capital era visível nesta quinta. E todos tinham medo que a chuva trouxesse ainda mais destruição. 

A mãe de Alípio, Gildália Guimarães, conta que não teve muito tempo para salvar muitos bens durante a chuva. “Basicamente, só consegui pegar o dinheiro com as despesas do mês. Sofá, colchões, até os alimentos dentro da geladeira, todos foram tomados por água.” 

Um dos locais mais devastados pelo transbordamento do Córrego Pirajussara foi a casa do norte localizada na rua Nicolau Gentili, no Jardim Clementino, de propriedade de  Roque Pazzini. Sua namorada, Carla Araujo, relatou o dia seguinte do companheiro. “O Roque está correndo para lá e para cá em busca de ajuda e para reparar o prejuízo. Nem deu tempo dele sentar e contabilizar todo o prejuízo com a cabeça fria”, disse. 

Amigo de Roque, Alípio ajudou o dono do estabelecimento até às 3h da manhã desta quinta e destacou que a prefeitura do taboanense ajudou a limpar o local, enquanto o governo paulistano demorou a chegar “de madrugada, o bar e a rua já estavam menos devastados, enquanto no lado onde eu moro, na capital, a prefeitura só chegou pela manhã para tentar limpar as ruas. 

Enquanto uns contavam os prejuízos de mais uma enchente no vasto histórico de ocorrências do tipo na região, outros foram às principais avenidas dos bairros atingidos para protestar. “Enquanto não aparecer algum político de São Paulo, Taboão, ou qualquer outro lugar, vamos protestar”, disse Luciana Almeida, que estava ajudando parentes que moram no Jardim Clementino a arrumarem o que restou de suas casas. 

O protesto na av. Carlos Lacerda, no Campo Limpo, foi intenso, com fechamento da via com queima de colchões e presença de diversos movimentos sociais, como membros do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). Com nenhum membro da prefeitura de São Paulo presente no local, os moradores prometeram mais protestos na tarde desta sexta-feira.


antonio

Esta administração esta em seu primeiro ano de governo, e ja se ve muitas mudanças em nosso municipio, e trabalho, esta situação tambem sera resolvida, vamos dar tempo ao tempo.

Observatório

é muito triste ver a cidade de Taboão sofrer novamente .... mais lamentável é ver o Prefeito de Taboão tentar jogar a culpa da enchente em Prefeitos vizinhos que são do Partido da oposição à ele. Afinal por que ele não lembra da matéria que informa que os piscinões de Taboão estavam sem contrato para limpeza ?? Pq não fala que a culpa também é do governo do estado ?? Pq não assume que deveria ter cobrado a limpeza dos piscinões da nossa cidade ?? È lamentável vermos este tipo de postura em um momento como este

Adriana

Falta muito para melhorar o problema, mas também os moradores devem faer sua parte, porque eu vejo onde moro o que jogam de lixo nas ruas fora do horário, móveis velhos, sofás, tudo isso entope e ajuda a piorar quando chove. O povo precisa ser mais educado.

25/06/2017

Quentão do Taboão começa na sexta e promete agitar finais de semana

A esperada Arena Multiuso de Taboão da Serra vai ser aberta ao público nesta sexta-feira, 30,...

25/06/2017

Jovem PM feminina inspira e incentiva sonhos de estudantes em Taboão

Com sorriso aberto, simplicidade, carisma, olhos e rosto bem maquiados a policial militar Sara...

21/06/2017

Polícia Militar vai dobrar quantidade de motos da Rocam em Taboão e Embu

Desde o dia 8 de junho o tenente-coronel PM Marcos Vitiello assumiu o comando do 36º Batalhão de...

20/06/2017

Força Tática vai voltar a atuar em Taboão, Embu e Itapecerica da Serra

Sete meses após deixar os municípios de Taboão, Embu das Artes e Itapecerica da Serra a Força...

18/06/2017

Tapetes de Corpus Christi encantam fiéis nas ruas de Itapecerica, Taboão e Embu

Emoção, fé e muito trabalho marcaram o feriado de Corpus Christi nos municípios de Taboão da...

18/06/2017

Estado tem 1.034 vagas para Agente de Segurança Penitenciária

Quem quiser trabalhar como Agente de Segurança Penitenciária pode se inscrever até o dia 1° de...

16/06/2017

Polícia Civil de São Paulo tem aumento no déficit de agentes

As contratações realizadas pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) no último mês de maio não...

01/06/2017

Concurso da Câmara de Taboão encerra inscrições nesta sexta-feira, 2

A Câmara Municipal de Taboão da Serra encerra nesta sexta-feira, 2, as inscrições de seu...

29/05/2017

Diário Oficial de São Paulo será publicado exclusivamente em versão digital

Seguindo uma tendência do mercado global e caminhando em direção a um futuro moderno e...

29/05/2017

Vinttage Music Bar & Restaurante agora é point de Stand Up em Taboão

Estreia na próxima terça-feira, 30/05, a partir das 20h, no Vinttage Music Bar & Restaurante,...

25/06/2017

Quentão do Taboão começa na sexta e promete agitar finais de semana

A esperada Arena Multiuso de Taboão da Serra vai ser aberta ao público nesta sexta-feira, 30,...

25/06/2017

Polícia de Campinas apreende 2 toneladas de maconha que vinha para Embu

25/06/2017

Hugo Prado viabiliza parceria e traz cursos superiores da UniVesp para Embu

O desemprego crescente em Embu e a falta de mão-de-obra qualificada ampliam a necessidade de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.