Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Destruição, lamentos e protestos: o dia seguinte à enchente que devastou a região

Por Sandra Pereira | 24/01/2014

Bar_do_Roque

Luan AraujoTradicional na região do Clementino Bar do Roque ficou alagado

“Sabe como é deixar a casa de um jeito para trabalhar e voltar com ela toda revirada de ponta cabeça? Então, isso resume o que senti quando cheguei.” O relato de Alípio Guimarães, morador da Rua dos Milagres, no Campo Limpo, ao lado da ponte que divide São Paulo e Taboão da Serra, resume bem o sentimento dos moradores da região, após a enchente que da última quarta (22), que afetou diversos bairros de Taboão da Serra e Embu das Artes, além do bairro do Campo Limpo, na capital paulista. O rastro de destruição na divisa entre o Jardim Clementino e a capital era visível nesta quinta. E todos tinham medo que a chuva trouxesse ainda mais destruição. 

A mãe de Alípio, Gildália Guimarães, conta que não teve muito tempo para salvar muitos bens durante a chuva. “Basicamente, só consegui pegar o dinheiro com as despesas do mês. Sofá, colchões, até os alimentos dentro da geladeira, todos foram tomados por água.” 

Um dos locais mais devastados pelo transbordamento do Córrego Pirajussara foi a casa do norte localizada na rua Nicolau Gentili, no Jardim Clementino, de propriedade de  Roque Pazzini. Sua namorada, Carla Araujo, relatou o dia seguinte do companheiro. “O Roque está correndo para lá e para cá em busca de ajuda e para reparar o prejuízo. Nem deu tempo dele sentar e contabilizar todo o prejuízo com a cabeça fria”, disse. 

Amigo de Roque, Alípio ajudou o dono do estabelecimento até às 3h da manhã desta quinta e destacou que a prefeitura do taboanense ajudou a limpar o local, enquanto o governo paulistano demorou a chegar “de madrugada, o bar e a rua já estavam menos devastados, enquanto no lado onde eu moro, na capital, a prefeitura só chegou pela manhã para tentar limpar as ruas. 

Enquanto uns contavam os prejuízos de mais uma enchente no vasto histórico de ocorrências do tipo na região, outros foram às principais avenidas dos bairros atingidos para protestar. “Enquanto não aparecer algum político de São Paulo, Taboão, ou qualquer outro lugar, vamos protestar”, disse Luciana Almeida, que estava ajudando parentes que moram no Jardim Clementino a arrumarem o que restou de suas casas. 

O protesto na av. Carlos Lacerda, no Campo Limpo, foi intenso, com fechamento da via com queima de colchões e presença de diversos movimentos sociais, como membros do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). Com nenhum membro da prefeitura de São Paulo presente no local, os moradores prometeram mais protestos na tarde desta sexta-feira.


15/10/2017

Mulher atacada por ex com facão era separada há 6 anos e sofria ameaças

Durante seis anos Edeni Aparecida Rocha da Silva, 37 anos, viveu no inferno, mas somente ela e...

15/10/2017

Exame para certificar mais 1,5 milhão de jovens adultos tem nova data

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos será aplicado no dia 19...

15/10/2017

Rodoanel tem audiência para instalação de postos de combustíveis

No próximo dia 24 de outubro, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo – Artesp...

14/10/2017

Horário de Verão começa neste domingo, adiante seu relógio em uma hora

Horário de Verão começa à 0h deste domingo (15), e os relógios deverão ser adiantados em uma...

11/10/2017

Unicef: a cada 10 minutos morre uma menina vítima de violência

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lembrou, nesta quarta-feira (11), por ocasião...

11/10/2017

Prefeito Fernando Fernandes forma mais 24 Guardas Municipais

O prefeito Fernando Fernandes formou na noite de sexta-feira, 06 de outubro, mais uma turma da...

11/10/2017

1º Fórum do Idoso da Sociedade Civil acontece em Itapecerica da Serra

O Auditório da Prefeitura de Itapecerica da Serra foi o local escolhido para a realização, no...

10/10/2017

Rede de apoio é fundamental para combater violência contra a mulher

Ana Maria, 51, conviveu, ao longo de 34 anos de casamento, com agressões morais e violência...

10/10/2017

Servidores de Itapecerica que atendem ao público participam de treinamento

A Secretaria Municipal de Administração, através do setor de Treinamento e Capacitação, promoveu...

16/10/2017

Homem quase decepa a cabeça da mulher com facão em Juquitiba

Maria de Fátima Pinto de Moraes de apenas 28 anos, foi brutalmente assassinada após ter cabeça...

16/10/2017

Músicos do Futuro farão novo concerto na Câmara de Taboão nesta quarta, 18

A Orquestra Associação Músicos do Futuro (OAMF) fará novo concerto na Câmara Municipal de Taboão...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.