Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Exemplo de vida: Thiago Frade fala sobre sua recuperação e expectativas

Por Ane Greice Passos | 5/01/2014

THIAGO_FRADE_DENTRO

Ane Greice PassosThiago Frade na sua casa. Jovem recupera-se do ataque que sofreu em setembro do ano passado

Mesmo com todos os problemas enfrentados em 2013, Thiago Frade não deixa de sorrir. Sentado na sala da sua casa, com a família que sempre esteve ao seu lado, Thiago fala sobre os momentos de medo que passou quando foi atacado a machadadas, por seu vizinho Zuc, em um ponto de ônibus na cidade de Itapecerica da Serra. Em fase de recuperação o ex-consultor ótico da uma lição de vida e superação.

2014 vai ser um ano de vitórias, essas são as expectativas da família Frade. Após sofrer um ato de total crueldade e passar uma longa estadia no HGIS (Hospital de Itapecerica da Serra), Thiago está bem e passando por tratamento médico para fortalecimento dos músculos. Mesmo com a gravidade dos ferimentos, o jovem querido por todos os Itapecericanos e outras pessoas que se comoveram com sua história, é considerado um caso de milagre na medicina.

Alegria é a marca registrada de Thiago, mesmo com todos os problemas que enfrentou e a fase de recuperação ele não deixa de sorrir. Na sala de sua casa, acompanhado por sua família ele falou para o Jornal na Net, sobre as expectativas para 2014 e o que passou no dia do ataque e os momentos de recuperação. 

O ataque ocorreu no dia 23 de setembro de 2013, por volta das 8h, Thiago estava no ponto de ônibus localizado na rua Virgilio Busnello, quando seu vizinho, conhecido como Zuc, deu vários golpes de machado na cabeça do ex-consultor ótico e fugiu de moto. 

“É horrível descrever o que aconteceu, quando você menos espera a pessoa te ataca por trás”, disse Thiago sobre o momento do ataque, ele estava no ponto aguardando o ônibus para ir ao seu primeiro dia de trabalho no setor de recursos humanos de uma empresa.

O jovem foi levado para o Hospital Geral de Itapecerica da Serra, ele chegou ao centro médico ainda consciente e depois acabou sendo induzido ao coma. “Até entrar no hospital eu lembrava tudo, depois apaguei”, recordou.

Após sete dias em coma da UTI (unidade de tratamento intensivo)nThiago acordou, para alegria da sua família e amigos que sempre estiveram ao seu lado. (veja) Ele foi transferido logo depois para um quarto onde continuou a fase de recuperação. (Veja)

“Minha família é a fonte essencial no processo da minha recuperação, 99% de como estou hoje é por ajuda deles e por minha força de vontade e fé”, disse.

A recuperação do graduado em Recursos Humanos está surpreendendo a família e médicos. Thiago não ficará com nenhuma sequela no acidente. “Estou fazendo fisioterapia, ando um pouco com andador, consigo sentar, dobrar as pernas e recuperei o movimento dos braços. A fisio é mais para fortalecimento físico, fiquei muito tempo deitado”, explicou.

Thiago como tantas outras pessoas foi vítima de um ato de preconceito e homofobia, segundo ele não existe outro motivo para Zuc ter efetuado o ataque. “Nunca falei com ele na minha vida”, disse.

De acordo com a família Frade, o agressor está sobre custódia em um manicômio Judiciário. 

Mesmo com todos os problemas ele não desanima e espera ficar bom para poder curtir o carnaval na praia com família e amigos. “Eu espero que 2014 seja ótimo. Eu espero tudo de bom para todo mundo, eu espero o melhor sempre e nunca percam a fé e a esperança, assim como eu nunca perdi”, finaliza.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.