Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Lousa digital a inclusão digital inteligente;quadro-negro, giz e apagador são coisas do passado

Por Outro autor | 31/05/2010

lousa_digital_1.jpg

Lousa digital inicia revolução na rede pública em Taboão da Serra

Bem parecida com uma lousa comum, ela é basicamente um monitor inteligente, fazendo com que a tela do computador seja projetada diretamente na lousa que graças a sua superfície sensível ao toque, podemos com o auxilio de uma caneta, manipular o computador convencional apenas movimentando e clicando em botões na caneta como se fosse o próprio mouse.

Sendo assim o professor passa a ter todo seu material didático de forma digital, ao invés de levar exercícios em papel, e ate mesmo ter que escrever ditado na lousa, essa tarefa é automatizada, levando em consideração que o professor preparou o conteúdo antes e o levou de forma digital, não importa o formato. Alem de dar ao professor a possibilidade de utilizar imagens, figuras e vídeos. Dessa forma o professor tem um ganho imenso de tempo, podendo assim planejar outras atividades e enriquecer as aulas e inibindo assim o uso de apagador e as apostilas impressas. Com isso a dispersão dos alunos em sala é quase nula.

Existem grandes dificuldades que encontramos nas aulas de informática, e uma delas é a dificuldade no nível de conhecimento e as habilidades dos alunos para as novas tecnologias. Muitas vezes esses alunos são da mesma classe social, freqüentam a mesma instituição de ensino, moram no mesmo bairro porem estão em níveis de aprendizagem tecnológicas diferentes. E devido essa diferença o conteúdo das aulas atrasam.

  Mas com a chegada da lousa digital o professor, consegue atender ambos os alunos, ou seja o tempo em sala de aula acaba sendo mais proveitoso. Os exercícios são feitos na tela, os alunos acompanham em tempo real, as aulas são gravadas com vídeo e áudio e é disponibilizada aos alunos por e-mail ou até mesmo em mídia CD ou DVD. Alem de prender a atenção dos alunos o professor dispõe de softwares auxiliares onde ele pode passar um vídeo, sem sair de perto da lousa de forma rápida e pratica, pausar um vídeo, grifar um texto, fazer anotações em cima do próprio vídeo, apagar rapidamente sem necessidade de apagador, pode desenhar e até mesmo controlar os demais computadores do laboratório sem sair de perto da lousa. Pode desligar todos os computadores, ligar, bloquear, ou ate mesmo exibir o conteúdo da lousa na tela de cada computador.

 Com essa inovação da tecnologia, pude relembrar das minhas professoras do primário, o qual usavam aquela lousa verde de giz,  quando tínhamos uma pesquisa a fazer tínhamos que ir a uma biblioteca, ao fazer atividades de grupo, as duplas não eram fixas mudavam sempre de acordo com a habilidade exigida pela tarefa proposta.

Hoje com uma visão mais ampliada, vejo que minhas professoras usavam uma pedagogia baseada no desempenho do grupo todo, e o acompanhamento daqueles que tinham mais dificuldades era mais complicado, pois as salas são muito cheias e com o auxilio da lousa digital, a atenção dos alunos é maior.

Longe de mim fazer apologia a lousa antiga, minha intenção como um apaixonado por tecnologia, é cada vez mais poder usufruir dela e compartilhar meu conhecimento com todos e tão pouco descartar a importância de capacitar os alunos em termos de nível de dificuldade a moda antiga, minha intenção é unir digamos que “ a antiga pedagogia” com a nova era da pedagogia.

 Eu já fui instrutor de informática, ministrando aulas de programação de sites e hardware,  e tiro como base as aulas que dava sem a lousa e faço acima uma breve alusão ao conceito de inovação tecnológica.

 Se o professor necessita de  uma imagem para complementar a aula , ele pode acessar a internet e mostrar para os alunos na hora. Se surge uma duvida, pode com o auxilio da internet, pesquisar em fonte segura e obter a resposta imediatamente ali mesmo na lousa, tudo de forma mágica, e essa forma mágica é a carta na manga é o que entretém os alunos do século XXI.

Os paradigmas da sala de aula estão mudando, essa tecnologia veio para enriquecer a aprendizagem,  pois hoje em dia podem perceber nas salas de aulas que os alunos andam muito hiperativos, cada vez menos interessados em aprender, e os professores por sua vez cada vez mais tendo que “rebolar” para prender a atenção dos alunos, sendo assim com essa magnífica tecnologia não haverá professor que não prenda a atenção de um aluno curioso disposto a aprender somente para ter acesso a lousa, resultando em mais interesse e participação dos alunos.  Nas apresentações que dei sobre a lousa, eu pude reparar que tanto crianças como adultos ficam com os olhos brilhando ao verem o seu funcionamento.

A intenção da implantação da lousa é de auxiliar os professores a darem uma aula mais dinâmica e interativa, com a vantagem dessa solução é possível proporcionar aos alunos uma maior profundidade na abordagem dos conteúdos aplicados e trazer tanto aos alunos como aos professores a inclusão digital, fazendo com que os professores percam um pouco o medo da tecnologia, que não é um bicho de sete cabeças.

Os professores serão  instruídos para aproveitar ao máximo os recursos que a lousa digital dispõe, desde o seu manuseio até aplicações voltada a parte pedagógica, dessa forma poderá inovar a sua aula, tornando-a mais atraente e produtiva, e esse grau de atração vai depender da criatividade de cada professor ao preparar suas aulas e o seu material didático voltado a lousa.

Eu particularmente desejo fazer ações pedagógicas de aperfeiçoamento das novas tecnologias esporadicamente, para manter os educadores atualizados.

Texto: Ricardo Iorio de Freitas

Escolaridade: Cursando Superior em sistemas da informação na Faculdade de informática e Administração Paulista ( FIAP ).

Atualmente trabalho na empresa Planeta Educação onde já estou a quase 3 anos, uma empresa tercerizada que presta serviços para a prefeitura, não só de Taboão da Serra mais também em diversos outros municípios, como São José dos Campos, Cubatão e etc..

Cargo: Analista de suporte técnico, HELP DESK.

José Sudaia Filho

Sr. Ricardo, Parabéns pelo entusiasmo com as ‘mágicas’ da tecnologia. Como vejo que tem grande preocupação como educador, me permito fazer duas observações que, peço, não receba como críticas. Além disso, deixo aqui meu e-mail ( sudaia na globo.com ) para, caso lhe interesse, um diálogo maior. Obs. 1: a educação no Brasil foi fortemente depreciada pela ditadura militar que não queria saber de conscientização de ninguém por associar consciência com revolta contra o sistema (no que não estavam interessados por motivos óbvios). Esse pensamento tacanho transformou as escolas públicas que, na minha infância (comecei o primário em 57), eram excelentes em papagaiadas verde-amarelas, a semente dos analfabetos funcionais que, hj, passam a vida conhecendo as letras sem conseguir decifrar o que está escrito. Por isso, ainda, exilaram Paulo Freire, que ensinava que aprender a ler e escrever era também aprender a ver o mundo, as relações sociais e as condições econômicas do entorno com olhos inteligentes e atitudes justas sem, claro, perder a ternura jamais. Obs. 2: Penso que o princípio de que tomar consciência da vida e do mundo é, sempre, o objetivo essencial da educação, tomo como exemplo Taboão da Serra, a cidade educadora. Muito bem. Se o sr. prefeito vai pessoalmente entregar uniformes e material escolar nas escolas municipais, na minha opinião, está querendo educar, pelo exemplo e pelo discurso, a criançada toda para pensar que aquilo se deve a um ato de vontade (e portanto de solidariedade) do prefeito Evilásio. Na verdade é uma verba do PAC, programa criado pelo pres. Lula para diminuir a desigualdade social, aumentar o desempenho escolar, combater a fome (Bolsa Família) e produzir participação social, isto é, pessoas melhor instruídas podendo participar (participação popular = justiça social), com poder de voz e de decisão, das decisões importantes que, tomadas na própria cidade, influenciam diretamente em suas vidas. Em resumo, melhorando as condições de vida dos pobres. Coisa que é, e sempre foi, e continua sendo, apesar das ‘maracutaias’ todas, o grande objetivo do PT. Ora, o sr. prefeito lança um IPTU descomunal sobre a população, de surpresa, pegando e deixando todo mundo de calças curtas, e os moradores das áreas de ‘interesse social’ são aumentados em 100%. Quando começam a protestar, o sr. prefeito baixa uma lei dando desconto de 30% para quem pagar à vista, uma dádiva do céu, segundo a Prefeitura. Muitos moradores ficaram convencidos de que haviam conseguido justiça, o que não corresponde à realidade. Primeiro porq 100% é extorsivo e irreal, a cidade não se valorizou tanto. E 30% de desconto parece promoção de vendas, mas muita gente pensou que eram seus direitos reconhecidos. E a PMTS não fez nada para mudar-lhes a convicção. E, assim, muitas pessoas de baixa renda só vão sair da ilusão no ano que vem quando o IPTU der outro salto (ninguém garantiu que não) e o desconto voltar para os 10% nos pagtos. à vista, coisa de praxe. Essa sinuca, caro Ricardo, se deve, na minha modesta convicção, à minguada educação conscientizadora que os generais nos deixaram. E, desse ponto de vista, lousa eletrônica ou quadro negro e giz não valem muito se o que se escrever neles não passar de alienação e consumismo. Boa tarde a todos. José Sudaia Filho Blogdosudaia.blogger.com.br

ismaelita do nascimento

VIVA ATECNÓLOGIA,VALEU A INFORMAÇÃO A PAZ

12/08/2017

Vereador Carlinhos do Leme defende investimentos na Educação

A educação de Taboão da Serra vem se destacando nos últimos anos com boas notas no Índice de...

04/08/2017

Cursos gratuitos da Prefeitura de Taboão melhoram a vida da população

Milhares de taboanenses, em um momento de crise econômica nacional, têm buscado capacitação...

03/08/2017

Gestão em Foco estimula participação da comunidade nas escolas estaduais

O programa Gestão em Foco, da Secretaria de Estado da Educação, anunciado nesta quinta-feira (3)...

23/07/2017

Concurso de diretores teve mais de 44 mil candidatos inscritos na região

A Secretaria da Educação registrou 44.322 inscritos no concurso público de diretores de escola...

21/07/2017

Prefeitura de Embu traz novo modelo de gestão para alimentação escolar

19/07/2017

Prefeitura de Itapecerica revitaliza Espaço Cultural do Jardim Jacira

A Secretaria de Cultura de Itapecerica da Serra entregou, na tarde do último dia 14 de julho, as...

14/07/2017

Rede emancipa de cursinhos pré vestibulares esta com inscrições abertas

A Rede Emancipa é um movimento social de educação popular que desde 2007 constrói um importante...

11/07/2017

Gestão do Aprendizado é tema de palestra da Secretaria de Educação

A Secretaria de Educação de Itapecerica da Serra proporcionou uma palestra aos gestores da rede...

07/07/2017

Encerram nesta segunda, 10, as inscrições para o vestibular da Univesp em Embu

A Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) abriu desde o dia 12 do último mês,...

17/08/2017

Creche no Santa Tereza foi roubada 8 vezes esse ano

Pela oitava vez consecutiva, somente esse ano, bandidos invadiram a creche municipal Maria...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.