Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Artistas de Taboão param BR para cobrar investimentos na Cultura

Por Sandra Pereira | 16/12/2013

cultura

Sandra PereiraArtistas paralisaram BR por mais de uma hora para chamar a atenção da prefeitura de Taboão da Serra

Um grupo de aproximadamente 150 artistas de Taboão da Serra manteve a rodovia Régis Bittencourt fechada por mais de uma hora no começo da noite desta segunda-feira, 16, para cobrar o repasse de 1% do orçamento da cidade para o Fundo Municipal de Cultura. Os artistas fecharam a pista em direção a Embu das Artes deixando o trânsito completamente travado naquela direção.  Veja fotos aqui.

Levando cartazes, faixas, instrumentos musicais, bonecos, estandartes ou outros símbolos de sua arte eles cantavam e dançavam convidando quem passava a ir às ruas pela cultura. O trânsito ficou travado na hora do protesto durante a volta para casa. 

O ato aconteceu nas imediações da praça Nicola Vivilechio. Os organizadores disseram que o ato foi organizado após cinco tentativas frustradas do grupo de discutir a reivindicação de repasse de 1% ao fundo com o prefeito Fernando Fernandes. Em entrevista recente à imprensa o prefeito disse que no seu plano de governo havia garantido o repasse de 1% do orçamento para a Secretaria de Cultura, meta que pretende cumprir, mas alegou não haver recursos para destinar mais 1% ao Fundo Municipal de Cultura. 

 “Nós queremos o 1% do orçamento para o Fundo da Cultura. Só assim vamos conseguir fomentar políticas culturais na cidade. Atualmente os recursos da cultura também são usados para manter o parque das Hortênsias, pagamento de pessoal e outras coisas. Para que a cidade realmente tenha cultura é preciso garantir recursos para o fundo. A cultura não vai parar e nem parar de brigar. Vamos fazer cultura e brigar muito mais”, avisa a atriz Naruna Costa, integrante do grupo Clariô de Teatro.

Ela era uma das puxadoras do coro “vem pra rua vem pela cultura” e do “a cultura não vai parar. O grupo promete novas mobilizações. 

Os manifestantes da cultura passaram boa parte do tempo de duração do protesto fechando a pista em direção a Embu das Artes e posteriormente seguiram para a pista contrária e seguiram em direção ao limite da cidade com São Paulo. 

A Guarda Civil Municipal acompanhou a manifestação dos artistas durante o trajeto. Em determinado momento o grupo cogitou seguir em direção a casa do prefeito Fernando Fernandes. 


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.