Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Projeto do vereador Eduardo Lopes garante tratamento para dependentes químicos

Por Assessoria de Imprensa da Câmara de Taboão | 13/12/2013

uxi600

Assessoria de Imprensa da Câmara de Taboão O vereador Eduardo Lopes durante sessão da Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovou na última terça-feira, dia 10, por unanimidade, o projeto do vereador Eduardo Lopes, que prevê tratamento para dependentes químicos da cidade. A proposta que será sancionada pelo prefeito Fernando Fernandes autoriza o município a celebrar convênios com clínicas especializadas para tratamento de dependentes químicos com entidades privadas ou governamentais.

Segundo Eduardo Lopes, a questão das drogas é considerada de saúde pública. “As pessoas que entram nesta vida acabam encontrando dificuldade para se recuperar. O projeto auxilia essas pessoas que tem problemas com drogas a sair dessa vida. As drogas são uma praga que tem tomado conta de muitos lares, destruindo famílias”, afirma.

Pela proposta, o município fica autorizado a celebrar convênios com entidades e clínicas especializadas no tratamento dos dependentes químicos. “Nossa vontade é ajudar o tratamento dos adoecido. Tratar essas pessoas precisa de recursos financeiros, e é muito caro. 

O povo mais humilde, ainda é o que mais sofre com esse problema de drogas”.Eduardo Lopes disse que a antes da lei ser aprovada, o tratamento de pessoas carentes ficava restrito aos casos onde as igrejas, que desenvolvem esse tipo de papel, atuam. “Hoje tem muita iniciativa das igrejas, inclusive da qual eu faço parte [Paz e Vida], que assumem o tratamento das pessoas, sem cobrar nada das famílias, mas as internações ainda ficam restritas”. 

De acordo com a assessoria do vereador, em Taboão da Serra são poucas clínicas que atendem esse tipo de dependência, mas o município pode celebrar convênios com entidades de outras cidades da região. “Em Taboão existe uma ou duas particulares, mas temos outras opções em Embu das Artes, Itapecerica da Serra, onde a gente já encaminhou pessoas com essa patologia para tratamento”.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.